Semana da criança merece postagem especial aos pequenos!

 

 

Com tanto calor é comum dar mais de um banho nas crianças por dia, o que pode levar ao ressecamento da pele e diminuição da “camada de proteção natural” (manto lipídico). Para evitar que isso aconteça, segue alguns conselhos:

Preferir sabonetes suaves ou os chamados syndets (sabonetes fabricados a partir de componentes sintéticos e não de sabão, synthetic detergents, com o pH ligeiramente ácido e recomendados para alérgicos e pele sensível) e mesmo assim em pouca quantidade.

Utilizar temperatura da água morna para fria. Diminuir o tempo dos banhos e evitar uso de buchas ou esponjas.

Sempre aplicar hidratantes após o banho.

PS: dicas válidas a todas as idades 😉

Em relação a proteção solar na infância, muitos cuidados também devem ser considerados.

Pelo fato da pele ser mais fina e ter uma quantidade menor de melanina, substância que protege a pele, a criança é bastante sensível ao sol e, consequentemente, possui mais chances de desenvolver queimaduras solares, que são fatores significativos para o aparecimento de câncer da pele na idade adulta. Estudos mostram que a proteção solar durante a infância previne em cerca de 80% o desenvolvimento do câncer da pela na vida adulta.

Crianças até 6 meses de idade não devem utilizar filtro solar. A proteção do sol, no caso, deve ser feita com roupas leves e permanência à sombra.

Os filtros solares propriamente ditos, devem ser utilizados a partir do sexto mês e serem específicos a essa faixa etária. Lembrando que esses cuidados devem ser mantidos durante toda a vida!

.

Dra Ana Carolina Antunes

Dermatologista