É viajando que se aprende muita coisa. E uma delas, sem dúvida, é que a realidade em que vivemos,  no caso,  Mogi das Cruzes, deixa muito a desejar no quesito civilidade. Ela se acha a última bolacha do pacote e, acredite se quiser, sem a menor condição. Nunca viajou, nunca foi a Paris, New York e mesmo assim se considera moderna e capacitada para falar de assuntos que conhece superficialmente. A falta de humildade é o primeiro sinal do verniz vagabundo que a reveste, que ao menor esbarrão deixa à mostra a sua essência de quinta. Sinal dos tempos. (WD)