Theatro Vasques está fechado para reforma
Theatro Vasques está fechado para reforma

 

Um grupo de técnicos das Secretarias Municipais de Obras e Cultura está empenhado neste momento na definição dos serviços que serão empregados nas obras de reforma do Theatro Vasques. O contrato para os trabalhos já está assinado e o local já está oficialmente fechado, mas a preocupação neste momento é se ater aos mínimos detalhes, para que os principais problemas sejam atacados, gerando assim o melhor resultado possível.

Os trabalhos devem ter como foco a solução para o problema de infiltração pelo telhado, que já está afetando a fachada frontal do teatro. A ideia é refazer as estruturas comprometidas e ampliar o sistema que existe para dar vazão às águas da chuva. Na parte interna também devem passar por melhorias algumas poltronas, e, novamente, o sistema de condução de água. Serviços de pintura também serão executados.
A previsão é que o espaço seja reaberto no final deste primeiro semestre de 2013. O investimento é de R$ 70 mil. “Nosso objetivo é reparar o que está danificado, garantindo que o Theatro Vasques tenha plenas condições de receber as produções artísticas e culturais desenvolvidas por artistas mogianos e também de outras regiões, além de oferecer conforto e segurança para o público”, destaca o secretário de Cultura, Mateus Sartori.
Por conta deste fechamento, programas que até então eram desenvolvidos ali serão transferidos neste primeiro semestre para outros espaços culturais. O Pirimpimpim, por exemplo, que apresenta gratuitamente peças de teatro infantil para grupos de alunos de escolas municipais, será realizado provisoriamente no Ciarte. O projeto, aliás, acaba de abrir suas inscrições, e os interessados em agendar grupos podem procurar a Secretaria de Cultura, pelo site www.cultura.pmmc.com.br.
As peças serão apresentadas todas as terças-feiras, em duas sessões: às 9h30 e às 15 horas. O projeto oferece reservas antecipadas para grupos compostos por mais de 10 crianças, de escolas, instituições, associações e abrigos mogianos. O agendamento é exclusivo para plateias de crianças mogianas com até 11 anos de idade.
No número de assentos reservados é necessário incluir os acompanhantes e responsáveis pelo grupo. A lotação máxima de público é de 270 assentos agendados, 33 para público espontâneo, mais 30 pessoas em pé. Quem fizer o agendamento deve aguardar um contato da Secretaria Municipal de Cultura, confirmando a reserva.