Além da exuberância ambiental e arqueológica, a Serra do Itapeti também abriga tradições musicais que permanecem vivas por meio de cantigas de inspiração religiosa e cultural. E essa herança tão cara aos habitantes da região também está presente na trilha exclusiva e especialmente criada para o Serráqueos.

Pífanos, acordeon, violino, viola e violoncelo conduzem a música- tema, que leva o nome do longa. Além dela, foram criadas cinco miniaturas musicais para Vibrafone solo.

Para envolver, ainda mais, o público no ritmo da narrativa, a trilha conta com canções originais e de ritmos típicos brasileiros, como baião, maracatu, entre outros, explica o diretor musical do longa, maestro Allan Caetano de Paula.

Com o intuito de atingir o máximo de fidelidade – e sensibilidade – ao universo retratado por Serráqueos, o maestro contou com uma equipe de dez profissionais especializados em ritmos regionais para que nenhum detalhe e referência à proposta do filme passasse despercebida.

“Além das composições originais, o filme conta, ainda, com a releitura de “Pico do Urubu”, criada e interpretada por Rui Ponciano, que nos cedeu a música”, revela o diretor do longa, Rodrigo Campos.

Première

O lançamento de Serráqueos já tem data marcada, será no dia 18/12 sexta-feira, às 19h, no Theatro Vasques. Devido aos protocolos de prevenção ao Covid-19, a sessão será aberta apenas à equipe de produção e patrocinadores.

Ficha técnica trilha original Serráqueos

Direção musical: Allan Caetano de Paula

Música: Tema Serráqueos

Composição: Jefferson Gonçalves / Fernando Seiji Ogawa / Cadu Medeiros

Execução: Fernando Seiji Ogawa (pífanos); Cadu Medeiros (acordeon);

Jefferson Gonçalves (violões); Mariana Ribeiro (violino e viola); Paulo Henrique, PH, (violoncelo).

Música: Miniaturas Serráqueos para Vibrafone 1, 2, 3, 4, 5

Composição: Fernando Seiji Ogawa

Música: Pico do Urubu

Composição: Rui Ponciano

Arranjo: Jefferson Gonçalves, Cadu Medeiros, Fernando Seiji Ogawa

Execução: Rui Ponciano (voz); Jefferson Gonçalves (violões);

Fernando Seiji Ogawa (saxofone alto); Cadu Medeiros (baixo elétrico e piano).

Contrapartida

Serráqueos é a primeira produção cinematográfica a ser financiada com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Mogi das Cruzes (LIC). A produção recebeu patrocínio da CS Brasil, JSL, Veran Supermercados, Colégio Santa Mônica, Província Carmelitana de Santo Elias, Colégio Gutenberg, Quasar Transporte e Logística e apoio de BTA Creative e Thor Drones. O filme deve ser exibido em sessões abertas ao público em Mogi e região, além de escola e eventualmente festivais de cinema. O projeto também prevê a realização de oficinas culturais de Produção para Documentário.

O longa tem direção e roteiro de Rodrigo Campos, pesquisa e assistência de direção de Jamile Santana, produção de Renata Abreu, direção de fotografia de Lethicia Galo, assistência de fotografia de Adriano Lourijola, Alex Salti e Geraldo Arcanjo, filmagem aérea com drone de Thiago Secomandi e Orlando Junior, som e mixagem de Alandson Silva, trilha sonora supervisionada pelo maestro Allan Caetano, montagem de Denilson Nakajima, colorização de Marcelo Cosme, assistência de montagem de Leonardo Scavone e Rogerio de Freitas, imagens adicionais de Marcelo Cardoso, efeito visual de Felipe Paixão e Diana Santos.

Assista ao teaser:

https://www.youtube.com/watch?v=LnfLCSD6aPU&t=10s