A Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Departamento de Fomento e Patrimônio, está promovendo um ciclo de seis diálogos, que terão o patrimônio do município como o tema central. Denominado Patrimônio em Debate, o projeto vai se concretizar por meio de transmissões online, que poderão ser acompanhadas por todos os interessados, sem a necessidade de inscrições prévias.

 

As transmissões acontecerão por meio das redes sociais da Secretaria de Cultura – @culturamogi no Facebook e YouTube – e todos poderão assistir livremente, bem como interagir pelas ferramentas de chat. O ciclo de diálogo se estenderá até o dia 21 de agosto e contará com a participação de diversos profissionais renomados.

 

Nesta quarta-feira (18), às 19 horas, é a vez do debate “Patrimônio Imaterial: Folias do Divino”, com o professor Josemir Ferraz de Campos e a violeira Shirley Luzia Pereira. Ambos têm longo histórico de participação na festividade, que é uma das mais antigas e reconhecidas do município.

 

Na quinta-feira (19), o debate será sobre “Patrimônio Natural e Paisagismo: A Serra do Itapety”, com o médico veterinário Jefferson Leite e o diretor cinematográfico Rodrigo Campos. Já na sexta-feira (20), o tema será “Mapas afetivos e os percursos narrativos da cidade”, com a especialista em Turismo, Debora Mello, a designer gráfica e pesquisadora, Mariana da Matta e a produtora cultural e arte educadora Beatriz Ataidio. Assim como os demais, o diálogo acontecerá às 19 horas.

 

No sábado (21), último dia do ciclo, serão duas ações. A primeira, às 9 horas, será uma oficina online, comandada por um voluntário da Associação Pró-Festa do Divino, que ensinará ao vivo o preparo do tradicional tortinho da Festa do Divino Espírito Santo.

 

Já às 14 horas, o especialista em História da Arte e Arte e Educação, Marcos Antônio Siqueira de Moraes, conduzirá todos os interessados em uma visita monitorada online às Igrejas do Carmo. Moraes trabalha há 20 anos no Complexo das Igrejas do Carmo e coordena o acervo do Museu das Igrejas do Carmo, onde também desenvolve um projeto de arte e educação.

 

“Nosso objetivo com esse ciclo de debates é falar sobre as várias vertentes do patrimônio histórico da cidade, a partir do compartilhamento da experiência de especialistas no tema. Assim, a proposta é levar mais conhecimento sobre a história e as riquezas materiais e imateriais de Mogi para os próprios mogianos e todos os demais interessados”, destaca o diretor de Fomento e Patrimônio da Secretaria de Cultura, Glauco Riccieli.

 

Mais informações sobre o projeto Patrimônio em Debate devem ser obtidas pelo telefone (11) 4798-6910.