Os Parques Centenário, Leon Feffer e da Cidade reabrem a partir dessa segunda-feira (20/7), com horário reduzido, limitação de público e adequações para garantir a segurança dos frequentadores durante a pandemia. Os três parques funcionarão de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. No Centenário e Leon Feffer, o limite de público será de 800 pessoas cada um. Já no Parque da Cidade, o número máximo será de 200 pessoas. Haverá placas de orientação, pontos com frascos de álcool gel e funcionários para medir a temperatura e informar o público. Os três equipamentos também receberão higienização reforçada em pontos de maior concentração de pessoas.

Os secretários municipais do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, e de Esportes e Lazer, Nilo Guimarães, coordenaram o trabalho de preparação nos últimos dias. Eles lembram que os protocolos foram definidos para garantir o máximo de segurança aos frequentadores, mas reforçam que as pessoas devem ter consciência da gravidade da pandemia e utilizar os parques respeitando as medidas conhecidas por toda a sociedade, como usar máscaras, evitar aglomerações, manter distância de outras pessoas e reforçar a higienização pessoal.

“Os chamados parques urbanos serão reabertos na segunda-feira, mas tomamos essas medidas para que as pessoas possam contemplar a natureza e fazer atividades físicas sem descuidar das normas vigentes na pandemia. Haverá todo um trabalho de orientação e fiscalização, mas a principal ferramenta será a própria consciência dos cidadãos. Se todos respeitarem as regras, os parques poderão ser usados de forma equilibrada, com os frequentadores se exercitando ao mesmo tempo em que se previnem contra o contágio”, afirmou Lima.

Os três parques receberam placas de informação e pontos com álcool gel para as pessoas higienizarem as mãos. O uso de máscaras – que é obrigatório em espaços públicos em todo o Estado de São Paulo –  também será fiscalizado. Na entrada, funcionários farão o controle de entrada e a contagem do público, como explica o secretário Nilo Guimarães:

“Quando o limite pessoas for atingido, os funcionários vão esperar a saída das pessoas para que só então outras possam entrar. Mas reforçamos que todo esse trabalho de fiscalização realizado pela Prefeitura precisa ter o apoio da população, cuja colaboração será fundamental para que tenhamos um funcionamento dos parques de forma prudente e dentro dos limites que a pandemia nos impõe”, afirmou.

Dentro dos parques, permanecerão fechados os quiosques, churrasqueiras, playground, ATIs, quadras esportivas, assim como os demais locais que possam acarretar aglomeração de pessoas. Da mesma forma, os vendedores ambulantes que atuam no Centenário não retomarão suas atividades, pelo menos neste momento. Outro detalhe importante é que os bebedouros também não poderão ser usados, por serem focos de propagação do vírus: “Nossa orientação é para que as pessoas tragam sua água de casa”, frisou Nilo.

Nenhum dos três parques funcionará aos sábados e domingos, justamente para evitar o aumento no número de frequentadores. Além disso, as escolinhas esportivas do Parque da Cidade manterão suas atividades suspensas, com exceção da prática de caminhada e corrida.

Os parques receberam manutenção contínua durante o período em que permaneceram fechados. O trabalho incluiu corte de mato, reparos de alvenaria, manutenção dos lagos, reparos nos banheiros, cuidados com os gansos que habitam o Centenário, além de pintura e troca de equipamentos que precisavam de substituição, como torneiras e fechaduras.

 

Ilha Marabá e Parque Municipal

O Núcleo Ambiental da Ilha Marabá e o Parque Municipal Francisco Affonso de Melo – Chiquinho Veríssimo continuarão fechados, mas o agendamento de visitas monitoradas será reaberto a partir de segunda-feira (20/07). Os interessados podem entrar em contato com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente pelo telefone 4798-5959. Nos dois espaços, as visitas acontecerão com número reduzido de pessoas e em dias previamente agendados. Haverá monitores e as orientações de segurança sanitária serão reforçadas, como uso de máscara, de álcool gel e manutenção de distanciamento.