Procurador atendeu solicitação do deputado Junji Abe
Procurador atendeu solicitação do deputado Junji Abe

 

Mogi das Cruzes terá uma Procuradoria da República neste ano. Na lista nacional de prioritárias para receber a unidade, a cidade já teve designada a vaga que será preenchida por um dos aprovados no 26º concurso público para ingresso na carreira de procurador da República. As informações do procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos, foram transmitidas no ofício dirigido ao deputado federal Junji Abe (PSD-SP), em resposta ao pedido feito em fevereiro de 2012.  O parlamentar também cobra do Ministério da Justiça a instalação de um posto da Polícia Federal e de uma agência da Defensoria Pública da União no Município. “São três estruturas fundamentais para atender a grande demanda local e de cidades vizinhas, assim como para acelerar o atendimento à população, acabando com a necessidade de deslocamentos a Guarulhos para tratar de pendências relacionadas à área federal do Judiciário”, justificou.

De acordo com Junji, a notícia recebida do procurador-geral representa o avanço de importante etapa, marcada pela designação de profissional concursado para ocupar a vaga. “Agora, começamos a movimentação para viabilizar as acomodações necessárias ao funcionamento da unidade física do Ministério Público Federal em Mogi, além de monitorar a célere nomeação do titular”, descreveu o deputado. Ele antecipou que retomará as atividades em Brasília, reforçando o apelo pela implantação dos postos da Polícia Federal e da Defensoria Pública da União.

A implantação dos requisitados órgãos federais na cidade visa dar prosseguimento ao processo iniciado com o funcionamento da 1ª Vara Federal de Mogi das Cruzes, em 13 de maio de 2011, como observou Junji. Para enfatizar a expressiva demanda por atendimentos, ele lembrou que a Região do Alto Tietê abriga quase 2 milhões de habitantes. .

Uma das missões do Ministério Público Federal é garantir o respeito aos direitos humanos por parte dos prestadores de serviços públicos e dos órgãos do Poder Público. O procurador tem a responsabilidade de fiscalizar o cumprimento da lei.