Dermatologista dá dicas de beleza
Dermatologista dá dicas de beleza

 

Todo dia vale a pena celebrar a saúde e a beleza, afinal, toda mulher merece se sentir bem. O arsenal é vasto: uma infinidade de produtos, tratamentos e opções está à disposição de quem quer investir nos cuidados com a beleza e o bem-estar, mas, ainda assim, muitas dúvidas e até alguns mitos persistem por aí. A médica dermatologista Christiana Blattner comenta algumas das questões que mais confundem o público feminino.

Lavar os cabelos todos os dias enfraquece os fios?

Não. “Lavar os cabelos diariamente afeta positivamente os cabelos, pois reduz a oleosidade do couro cabeludo, que é um importante fator de queda dos fios”, explica a médica Christiana Blattner, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Na hora de escolher os produtos, como xampu e condicionador, a ajuda especializada do médico pode fazer a diferença.

 

Cortar os cabelos faz com que cresçam mais rápido?

Cortar o cabelo não vai fazer com que ele cresça mais rápido. “A ponta dupla enfraquece os cabelos, por isso cortar com frequência elimina esse problema. Mas se você cortá-lo mais que 1 cm por mês, vai encurtá-lo, pois ele não cresce numa velocidade maior que esta. Cortar não faz crescer mais rápido nem parar de cair”, esclarece a dermatologista.

 

Maquiagem prejudica a pele? Envelhece?

Não, mas alguns cuidados são indicados. É preciso escolher o produto de acordo com o seu tipo de pele. “Pessoas com pele oleosa devem usar maquiagem oil free, por exemplo”, sugere a médica, que aponta, inclusive, benefícios no uso da maquiagem. “A base acaba inclusive servindo como uma camada de proteção física ao sol, dificultando o aparecimento de manchas na pele”, informa Blattner.

 

Maquiagem definitiva pode ser apagada, mesmo se feita no contorno dos olhos?

Sim. Assim como removemos tatuagens de outras partes do corpo, também podemos desfazer os resultados da maquiagem definitiva, ou dermopigmentação, usando a tecnologia dos equipamentos a laser. “A maquiagem definitiva é, na verdade, um tipo de tatuagem. Em alguns casos o organismo acaba absorvendo os pigmentos da maquiagem e ela muda de tonalidade. Isso, às vezes, faz com que a pessoa opte pela remoção a laser e o procedimento no consultório é rápido e tem bastante eficácia”, explica a especialista.

 

Devemos usar protetor solar todos os dias, até em dias nublados? Mesmo quem tem pele oleosa?

Sim. Em dias nublados o sol também está presente. Apesar de a luminosidade ser muito maior em dias ensolarados, a luz passa pelas nuvens e reflete em tudo ao seu redor. Quem tem pele oleosa deve procurar um produto adequado – há muitas opções no mercado.

 

Tomar sol envelhece?

Segundo a médica, o sol é um importante fator de aceleração do envelhecimento da pele, pois destrói as fibras de colágeno, que dão sustentação à pele. “O sol é uma radiação. Ao atingir as camadas mais profundas da pele, os raios ultravioletas podem alterar as células da pele, atuando sobre o seu DNA, provocando envelhecimento precoce, causando lesões e até mesmo o câncer de pele. Mas isso não ocorre de uma hora para outra; o nosso corpo vai acumulando esses efeitos nocivos do sol, por isso é tão benéfico iniciar a proteção já na infância”.

 

Não dormir direito causa olheira?

“O cansaço e o fato de não dormir direito congestionam os vasos sanguíneos ao redor dos olhos. O aumento de pressão desses vasos torna a pele mais avermelhada. Com a transparência da pele, os vasos ficam mais aparentes e, consequentemente, surgem as olheiras”, explica a médica. Entre as dicas da especialista para quem quer se prevenir estão descansar bastante, sempre que possível, e evitar substâncias com altas concentrações de produtos como ácido glicólico e retinoico.

 

Remover tatuagens deixa mancha na pele?

Não. Existem aparelhos a laser com tecnologia específica para remoção de tatuagens, em todos os tons de cores. Eles atuam “explodindo” os pigmentos da tatuagem em partículas minúsculas permitindo que o organismo os elimine, não deixando cicatrizes e permitindo assim a rápida recuperação da pele.

 

Uma nova pinta surgiu, devo me preocupar?

Pintas realmente podem indicar algum problema na pele, mas nem sempre. Com relação ao câncer de pele, é preciso ficar atento a alguns pequenos detalhes: pintas muito irregulares são as mais preocupantes. As pintas mais comuns são simétricas e bem definidas. “Analise as bordas, pintas com bordas muito irregulares, cheias de reentrâncias, merecem maior atenção. Verifique também se há variação de cor e tamanho. Pintas maiores que 6mm merecem acompanhamento, porém somente o médico é capaz de analisar com precisão”, comenta a médica.