Mogi das Cruzes permanece na fase amarela do Plano SP, mas nesta semana deverá ter as regras de funcionamento de comércio alteradas, como alerta a ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes. Conforme anúncio feito no dia 8/01 pelo Governo do Estado, a abertura está limitada a 10 horas diárias, mas depende do decreto municipal.

Ainda pelas regras, o atendimento presencial está limitado até 20 horas nos bares e 22 horas em todos os demais estabelecimentos, com limitação de 40% da capacidade.

“A permanência na fase amarela, ainda que com redução de duas horas no funcionamento das lojas, é um alívio diante da grande especulação de retorno para a fase laranja ou mesmo vermelha, o que significaria muito mais restrições”, ressalta o presidente da ACMC, Marco Zatsuga.

Essas novas regras da fase amarela vão vigorar até 5 de fevereiro, data prevista para a nova atualização do Plano SP. Neste período, as atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

“É essencial que os comerciantes continuem contribuindo para o controle da pandemia, controlando o acesso dos consumidores dentro da capacidade prevista, exigindo o uso de máscaras e disponibilizando álcool para higienização. Estamos próximos de ter a vacina e até que a luta contra essa doença seja vencida é primordial que todos continuem colaborando”, finaliza o presidente da ACMC.