O grupo Axé Mogi, movimento que luta respeitosamente pelo espaço das religiões de matriz afrodescendentes na cidade e na região, promove a 2ª Caminhada Contra a Intolerância Religiosa, nesta quarta-feira (15/11), o Dia da Umbanda. A concentração será às 10 horas, no Largo do Rosário, no centro de Mogi das Cruzes. 

O evento contará com a participação de autoridades políticas e eclesiais da cidade, como o pastor André de Cally, fundador da igreja Ministério Livres em Cristo. A expectativa da organização é poder contar com a presença de um padre da Região, pois, de acordo com os organizadores, a intenção é mostrar que não há diferença entre as religiões: “Todos louvam o mesmo Deus”.

Eventos

Após os primeiros eventos, a Secretaria Municipal de Cultura instituiu três datas importantes no calendário oficial da cidade: Dia de Ogum (23/04), São Cosme e Damião (25/09) e o Dia da Umbanda (15/11). 

A caminhada é o quinto evento de uma série de datas programadas para ocorrer anualmente. Os eventos tiveram início em setembro de 2016, com a festa de Cosme, Damião e Doum. Desde então, os adeptos a este movimento vêm aumentando, tornando-o a maior manifestação do gênero no Alto Tietê.

Na luta contra a intolerância religiosa, contra o preconceito e discriminação, os organizadores afirmam que o Axé Mogi atua para propagar o amor e a caridade e divulgar que essa é a base e que esses conceitos são os “carros-chefes” das religiões com fundamentos afrodescendentes. “Diferentemente do que muitos dizem, não propagamos a maldade, o rancor, e sim que, com amor construindo um mundo melhor”, diz a organização do evento.