A diretoria da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) participou nesta segunda-feira (18) de uma reunião com a Polícia Militar para pedir o reforço da segurança nos centros comerciais da cidade. No feriado prolongado de Páscoa foram registradas tentativas de arrombamento em lojas da Região Central e uma delas foi furtada. O encontro contou com a presença do vice-presidente da ACMC, Mohamad Issa, do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) Valterli Martinez e do diretor de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, Mário Miranda. A ACMC passou a integrar o programa Vizinhança Solidária da Polícia Militar.

Os casos de tentativa e arrombamento foram registrados nas ruas Moreira da Glória e José Bonifácio. “Em três lojas tentaram entrar e em uma conseguiram arrombar e levaram vários produtos, o que gerou um grande prejuízo para o comerciante. Pedimos para a Polícia Militar o reforço no policiamento para coibir esse tipo de ação, até porque nessa semana temos um novo feriado, período que as ruas ficam mais vazias”, observou o vice-presidente da ACMC.

Além do reforço na segurança na Região Central, Issa pediu para que o policiamento seja ampliado em outros centros comerciais como da Vila Oliveira, César de Souza e Brás Cubas. “O comandante da 1° Companhia do 17° Batalhão de Polícia Militar, o capitão Maurício Magalhães, que estava acompanhado do major Evandro e dos soldados Pinheiro Junior e Ingreth, afirmou que vai reforçar o policiamento nessas áreas. Outro pedido da ACMC foi uma ação conjunta da Secretaria de Assistência Social e da Guarda Municipal para fazer um levantamento das pessoas em situação de rua, pois, infelizmente, pessoas mal-intencionadas, acabam se aproveitando da situação e se disfarçam para cometer os delitos”, disse.

Como forma de auxiliar a Polícia Militar com informações e coibir possíveis crimes, a ACMC passou a integrar o programa Vizinhança Solidária. “O associado que notar alguma situação suspeita ou delito, pode comunicar para a Associação Comercial que vamos entrar em contato direto com a Polícia Militar para informar esses casos. A ideia é que se crie uma rede de contato e apoio”, reforçou.

Durante a reunião, o vice-presidente da ACMC solicitou ainda, que o policiamento com bicicletas seja retomado no Centro. “Temos ruas que são muito estreitas e o próprio calçadão, esse tipo de ronda é muito eficiente, assim como o aumento do policiamento com viaturas. Pedimos também, o reforço da atuação contra os ambulantes clandestinos”, destacou. A Associação Comercial entrou em contato com os estabelecimentos que foram vítimas dos casos e se colocou à disposição para apoiá-los. A entidade enviará ofícios para Polícia Militar e a Prefeitura de Mogi reforçando os pedidos de policiamento e monitoramento.