Para apoiar os comerciantes nas vendas do Dia das Mães, que neste ano será em plena quarentena e com lojas físicas fechadas, a  ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes divulga o aplicativo Vetrina, que permite otimizar a divulgação de produtos e serviços. A plataforma de vendas eletrônicas foi desenvolvida no Polo Digital e está disponível para uso gratuito dos empreendedores.

Como o Dia das Mães é a segunda principal data comercial e há ainda muitas incertezas sobre a continuidade da quarentena, a expectativa é de que as comemorações se estendam ao longo do mês de maio, o que reforça a importância de novos canais de vendas pelas lojas.

Na plataforma Vetrina, por exemplo, o lojista pode montar uma vitrine do seu comércio, com identificação própria e exposição do catálogo de produtos, com fotos, descrição e preços. Depois, é só divulgar o link do aplicativo para seus clientes efetuarem as compras. A ferramenta tem toda sua operação através do WhatsApp, da escolha dos produtos ao fechamento do pedido.

“As vendas eletrônicas ganharam força com a quarentena e, neste momento, é a melhor alternativa para gerar negócios. O aplicativo Vetrina foi desenvolvido para os empreendedores mogianos e tem um sistema fácil e acessível inclusive para quem não tem grandes conhecimentos de tecnologia e para lojas que nunca venderam eletronicamente. Ao incentivar o uso dessa plataforma, a intenção da ACMC é  que o maior número possível de comércios possa efetuar vendas, em especial neste mês dedicado às mães”, ressalta o presidente da ACMC, Marco Zatsuga.

Disponibilizada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, a apresentação do aplicativo Vetrina tem um passo-a-passo para o empreendedor apresentar a sua loja e também para que o consumidor possa efetuar suas compras pelo aplicativo. Através do site https://app.vetrina.com.br/store-vetrina  é possível acessar todas as informações, assim como pelas redes sociais da ACMC (acmogidascruzes).

 

Expectativa de Vendas

Segunda melhor data para o comércio, o Dia das Mães será diferente neste ano e o resultado nos negócios deverá ser tímido. Ainda assim, os empresários esperam uma melhora nas vendas no mês de maio em relação a abril, por conta do apelo que a data tem. Uma pesquisa recente aponta que 85% dos filhos pretendem presentear as mães (Behup/Globo) e as vendas eletrônicas, com sistema delivery e entregas personalizadas, são as melhores alternativas para isso.

O consumidor, segundo a direção da ACMC, deverá optar principalmente por presentes de vestuário, calçados e perfumaria, com gasto médio entre R$ 100 e R$ 200. Outro diferencial deste ano é que as comemorações não devem se concentrar só neste domingo, mas se estender ao longo do mês.

“Mesmo com todo esse caos, os filhos dificilmente deixarão de presentear as mães. Por isso a importância dos lojistas buscarem meios de atender esses clientes com as ferramentas existentes e de trabalhar pensando no mês todo e não apenas neste domingo”, diz o presidente da ACMC.

A Associação Comercial também colocou à disposição dos associados uma campanha virtual para o Mês das Mães, com peças publicitárias para atrair os consumidores.