“Nossa tendência é viver no passado ou no futuro. Há pessoas que vivem no passado, focadas em realizações anteriores ou atendo-se a traumas de infância-tanto, que sentem-se como se ainda estivessem vivenciando isso. Outros vivem no futuro, uma existência em um tipo de terra dos sonhos, dizendo a todos o quanto serão grandiosos um dia, ou que realizações incríveis irão concretizar. Os dois estados, passado e futuro, são simplesmente formas de escapar das responsabilidades do presente. Não podemos nos tornar as pessoas que realmente precisamos ser se vivermos no passado ou no futuro, porque nosso trabalho espiritual acontece aqui neste exato instante”. Yehuda Berg