A terça-feira amanhece linda aqui na chácara. O sol brilha e tudo indica que vamos ter um dia mais quente. Eu que moro no meio do mato percebo que a temperatura está caindo a noite. O outono está chegando. Aliás, é a estação que mais eu gosto do ano. E nesse clima agradável articulo novos projetos que vão acrescentar um fôlego extra à minha carreira de colunista social que não para nunca, está sempre buscando novas alternativas para se manter no mercado de comunicação. O Caderno W, impresso, circula uma vez ao mês, diariamente compartilho aqui no portal do CW as notícias que repercutem em sociedade, sou fã número um da mídia digital. Aposto nela há quase 16 anos, mas paralelamente empreendo um novo desafio a convite do jovem empresário, Felix José Romanos, da Focoh Comunicação, para estrear com uma coluna, em página dupla, às quintas-feiras, para começar, com notícias de Mogi das Cruzes e região. O olhar de Willy Damasceno. Está bom ou quer mais?…rs…Amanhã, fecho a edição de número 382 do Caderno W impresso e trabalho é que não falta. E saio da rotina nesta manhã para externar os meus pêsames à familia Gennari pelo falecimento de Oswaldo. Já noticiei e prometi logo que eu tivesse mais informações as compartilharia. O velório está ocorrendo nesta manhã, no Velório Municipal, e o sepultamento ocorrerá às 11 horas no Cemitério São Salvador. Infelizmente, esta coluna não vive só de notícias alegres. De vez em quando baixa um pouco a bola pelos amigos que estão partindo para a jornada além da materialidade. Os meus mais sinceros pêsames à Inah, Carlos Eduardo, Helena, Cecilia, Mirela, e demais familiares. Deus em sua magnitude saberá consolá-los.