Antes de cair nos braços de Morfeu, para quem não sabe o deus do sono na mitologia grega, o balanço do dia. Rolou ótimo. Estive hoje a tarde com Maria Salas, que colabora comigo no Caderno W, no Oi Diário e surgiu a primeira coluna, O olhar de Willy Damasceno, devidamente diagramada pela Cássia, que será publicada na edição da próxima quinta-feira. Ficou show…rs…é a primeira de uma série que deverá se consolidar e repercutir em sociedade. Resgato com a maior satisfação o glamour dos Anos 70 e 80. E vem mais novidades pela frente. E  me envolvo com elas naturalmente. Aprendo com a Cabala a ter discernimento e os desafios surgem como incentivo para que eu continue fazendo o que mais eu gosto na vida, que é observar a sociedade e dela extrair o que há de melhor, de  mais positivo, gerando um gostoso clima de bem estar. Nesta quinta-feira, das 16 às 20 horas, estarei na Nadia Conceito recebendo os amigos em tarde e noite de autógrafos. Aproveito a oportunidade para dizer que continuo convidando os amigos, nesta terça e quarta,  para o relançamento do livro W Crônica de um tempo,  que também ocorrerá na Santa Helena, no dia 21 de abril, e na The One, em Suzano, no dia 28 de abril. Celebrando um momento relevante em minha trajetória de colunista social. E muitos outros virão.