Bom dia. Bom sábado para todos. O meu inicia tranquilo, tenho tempo sobrando para me dedicar à renovação do conteúdo do Caderno W e é o que faço no período da manhã com a maior satisfação. Registrar fatos e fotos tem sido a minha melhor terapia. Não é trabalho.  Acho que faço isso bem com estilo forjado ao longo de quase 41 anos de trabalho, de um modo mais coloquial, mais natural, mais espontâneo e mais verdadeiro, valorizando as notícias e as pessoas que são destacadas. É o olhar de Willy Damasceno afinado ao espírito de cada época, que se renova em ciclos que se abrem e se fecham resultando em uma história plena de realizações. E satisfatórias. Evoluir é preciso, e desse item eu não abro mão em minha vida. Adoro mudanças. Novos desafios.  O universo revela  oportunidades e me sinto atraído por elas. O Caderno W  a razão do meu viver, um sonho que se materializa, que passa por uma nova transformação, o impresso, que, oportunamente, revelo. E, garanto ressurgirá em agosto com  novidades. Dentre as quais a comemoração de seu 9º aniversário, com edição especial e uma  bela festa em dia e local que ainda estou escolhendo. E, como não poderia deixar de ser, tenho um agradecimento todo especial ao jovem empresário, Felix José Romanos, da Focoh Comunicação, que me permitiu na nova fase de transição em que me encontro a oportunidade de compartilhar o meu olhar sobre a sociedade às quintas-feiras no jornal  Oi Diário. Está sendo um experiência enriquecedora. Serei eternamente grato. Há pessoas que são mais do que simples mortais, são anjos na vida da gente. Merci, Felix