Boa terça para todos. A minha inicia embalada pelo espírito de cordialidade. Cordial comigo mesmo, que mereço o melhor, e com aqueles com os quais convivo e me comunico, por aqui, por exemplo, em sociedade. Pela manhã é preciso renovar-se mentalmente, espiritualmente, para enfrentar o dia. Eu aprendo com a Cabalá a lavar as mãos   pela manhã. É rico em simbologia. Segundo Rav Berg, quando dormimos à noite, diversas forças negativas prendem-se aos nossos corpos. Quando nossa alma retorna e se reconecta com nosso corpo, ela remove quase toda a negatividade, exceto de nossas mãos. Quando lavamos as mãos pela manhã, logo após acordar, queremos atingir três objetivos importantes.

1- Limpar e lavar todas forças negativas que se grudaram em nossas mãos durante a noite

2- Conectar-nos com a causa e a origem da realidade (proatividade) e não apenas com o efeito (reatividade)

3- Desapegar-nos da energia de ani (pobre) para conectar-nos com a energia de ashir (rico)

As últimas três palavras desta bênção são: Al Netilat Yadayim. As primeiras letras de cada uma dessas palavras formam a palavra Ani, “pessoa pobre” em hebraico. As duas ultimas letras dessas três palavras, Ayin Lamed, Lamed Tav e Yud Men ( pena que eu não consigo compartilhar ainda as letras que compõem estas palavras) são um código que nos dá o mesmo valor numérico da palavra Ashir, que significa “pessoa rica”

 

E já que falei dessa conexão vamos ao ritual, que qualquer um pode fazer, é muito forte a sensação da lavagem das mãos:

Lave as mãos, use o banheiro se necessário, e depois lave as mãos novamente. Como lavar as mãos: segure uma jarra na sua mão direita e encha de água. Então, passe a mesma para a sua mão esquerda e derrame água em sua mão direita e depois passe da mão direita para a mão esquerda. Esse processo deve ser repetido três vezes. Você não deve lavar a mesma mão três vezes seguidas, mas sim de forma alternada, direita e esquerda. Esfregue a mão três vezes seguidas, mas sim de forma alternada, direita e esquerda. Esfregue as mãos três vezes, levante-as na altura de seus olhos e recite a prece antes de secá-las: baruch Ata Adonai Eloheinu melech ha´olam asher kideshanu bemitsvotav vetsivanu al netilat yadaym. Traduzindo: Bendito sejas Tu, Hashem, nosso Deus, Rei do universo. Que nos santificaste com os Teus preceitos e nos ordenaste lavar as mãos. Experimente fazer isso, limpa energéticamente a sua aura.

1