Bom dia. Boa terça para todos. A minha inicio com o pé direito, sempre, buscando me realizar pessoal e profissionalmente. Acho que essa consciência tem sido a minha melhor conquista. A maturidade me traz um outro olhar sobre a vida e a melhor maneira de desfrutá-la. Infelizmente não vivemos só de noticias alegres, as tristes de vez em quando pintam e nos fazem acordar para a realidade de nossa impermanência neste planeta, onde realmente estamos só de passagem. A perda de familiares e amigos, sem dúvida, nos balançam, nos fazem derramar lágrimas, enfim, nos burila como seres humanos. Ficamos mais fortes, ou pelo menos achamos isso…rs… Ontem, recebi a triste notícia de que o Carrasquinho havia partido após luta insana contra um câncer. Ele foi um guerreiro. Acompanhei a distancia o seu calvário, o seu resgate, e sempre torcendo para que se recuperasse que era o que mais queria. Adorava viver. Ah! lembro de nossas conversas no restaurante Encontro. Era um sujeito de bem com a vida. Sempre alegre. E, carinhosamente costumava chamá-lo de “churrasquinho” ao que respondia com um sorriso iluminado. Hoje, Carrasquinho está no Velório Municipal e as 13 horas será levado para o Crematório  Primavera. À sua familia os meus mais sinceros pêsames. Os amigos estão consternados. Ele, com certeza, vai fazer falta, será sempre lembrado com carinho e a dor que todos sentem agora se transformará com o passar do tempo em uma gostosa saudade. Contrapondo uma notícia triste com uma notícia alegre, hoje e amanhã, a partir das 11 horas, rola no salão do Clube de Campo o Bazar Solidário, realizado pelo Fundo Social de Solidariedade, do qual com a maior satisfação vou participar compartilhando o livro W Crônica de um tempo. Agradeço a Mara Bertaiolli o apoio à minha iniciativa.  Coloco em prática o que sempre compartilho, que sair da zona de conforto gera energia positiva. Como creio que nada ocorre por acaso vejo essa participação como mais uma oportunidade de crescimento. Estar com pessoas que estão na sintonia da solidariedade: expositores e o público que comparecerá ao Bazar Solidário nesses dois dias de muita Luz, onde o amor pelo próximo fala mais alto e nos faz traduzir em atitudes aquilo que as palavras nos permitem. Apareça lá.