Olha, em julho próximo vou completar 66 anos, experimentado portanto, na vida e no trabalho. Uma existência plena com o diferencial de quem vive cada momento a seu tempo e foram tantos esses momentos, melhor dizendo, ele continuam ocorrendo em minha vida e me possibilitando ser um camaleão que se afina à realidade de cada época, agora respaldado em 40 anos de trabalho. Sim, me considero um camaleão porque em nome de um sonho que se consolida realizo um trabalho que forma opinião e repercute positivamente. Não é à toa que estou sempre me reinventando, e para melhor. Repito, as mudanças sempre me fazem muito. Eu me renovo com elas. E uma outra, relevante, está em curso. Na hora certa a revelo e tenho certeza que os leitores e os amigos, vão me apoiar nesse  novo momento profissional com pensamentos positivos. Como costumo dizer, evoluir, é preciso. Afinal, nada ocorre por acaso. Em tudo há sentido. E vamos que vamos, sempre em frente e determinado a novas experiências. O mais importante é se sentir vivo e útil.