Vivendo a vida e aprendendo a viver. Este tem sido o meu lema nos últimos tempos. A cada dia que passa aprendo uma coisa diferente. Ao assumir integralmente o comando do Caderno W sabia que encontraria uma série de obstáculos pelo caminho, que, aliás, estão sendo transpostos, um a um, nas áreas que não tenho familiaridade. Além do editorial tive que assumir o comercial e com o apoio de uma amiga querida, Marinete, me envolvo mais agora com o administrativo e é só mesmo uma questão de tempo para eu estar também cuidando do financeiro…rs…A realização da Feijoada do Willy tem me aberto os olhos para as possibilidades em outras áreas e quero continuar me realizando, permitindo que as coisas ocorram naturalmente em minha existência, por sinal, até agora, muito bem vivida. Aos 66 anos, quase 67, vivo, confesso, o meu melhor momento. A maturidade me faz muito bem…rs…pessoal e profissionalmente. Tenho consciência do que fiz e sonho com novos voos, mais panorâmicos, em céu de brigadeiro, porque eu mereço…rs…quem já viajou comigo sabe que as turbulências me incomodam e muito, mas nem por isso, deixo de viajar.  E até na maionese eu viagei algumas vezes…rs…O mais importante é viver um dia de cada vez e sempre  arejando a mente com novos conhecimentos, com bons pensamentos, dando corda sempre à positividade. É como me encontro neste exato momento. Feliz, me renovando sempre, me reinventando, enfim, evoluindo, buscando o autoconhecimento. Almejando ser um pouco melhor como ser humano, um pouco melhor a cada dia que passa. E é possível quando não deixamos a vida passar em brancas nuvens. O aprendizado é contínuo. Como gosto de experimentar: de um modo cada vez mais livre, leve e solto. E nessa vibe desejo um bom domingo a todos. Um domingo, aliás, chuvoso, a temperatura cai,  ideal mesmo para se permanecer em casa, ver filmes, botar um abrigo,  ou, é claro, almoçar fora. Hoje tenho algumas opções: o Mirante do Paraíba, o Pé de Jaca e o Plancha Parrilla. Ibrahim Sued costumava dizer em sua coluna que o domingo era o dia internacional da preguiça. E é.