Acordo na quinta celebrando a vida. Ontem, à noite, estive no restaurante Plancha Parrilla para trocar figurinhas com o amigo, Rogério Chagas, e traçar a pizza do Franja, para mim, the best, Olha, fiquei impressionado com o movimento da casa numa quarta-feira, que em Mogi é sempre muito devagar. Nesses dias frios o fondue é a atração, os casais adoram, a parrillada para quem aprecia carne, e outros pratos supervisionados pela chef Lilian, e conta agora com o serviço de delivery. Quem não pode ir até lá, pode ter em casa um cardápio bem variado. É a  nova fase do Plancha, com duas mulheres no comando, Lilian e Fernanda, que em breve o Caderno W  vai destacar. O Plancha Parrilla passou recentemente por uma repaginada e ficou ainda mais aconchegante, com paredes forradas com quadros. Atendimento impecável. Parabenizei o Rogério pela bela guinada. E minha quinta rola embalada em trabalho, para variar…rs…fazer o quê? tocar o barco com a consciência de que nada nesta vida ocorre por acaso. E aproveito as oportunidades. Almoço no La Verrie e depois pego a Maria Salas e o Marcos Vieira e vamos para a pauta da entrevista de capa da próxima edição impressa do Caderno W. De lá retorno para casa, para me preparar para a exposição de hoje a noite no ComVem Patteo Mogilar. Anderson Prado fotografou, acho que 4 dezenas de pais, as fotos foram emolduradas com a arte de Paulo Seccomandi, e Rose Odashima e Fábio Freitas finalizam a exposição que inicia com coqlight, as 19 horas e vai até as 22 horas, com o aval do Caderno W. E, como pode-se notar,  celebrando a vida.