Acordo, como de costume, sempre agradecendo a Deus por  mais um dia de vida, o ar  que respiro, a saúde, a disposição para o trabalho e a determinação em realizá-lo com satisfação. Ontem, pela manhã, na barraca do Alfredo Palência, no Varejão da Cobal, onde fui buscar o almoço, uma bacalhoada deliciosa, que dividi com o maior prazer com a amiga, Ucha Castanho, e encontrei o fotógrafo, Anderson Prado e a jornalista Carla Oliva com a filha Camila. Um encontro gostoso já que temos momentos em comum ao longo dos anos. Afinal, trabalhei no Diário de Mogi durante 26 anos. E, confesso, fiquei  feliz ao abrir o Face e ver o quanto o Anderson gosta de mim. A foto foi feita pela filha de Carla e Anderson, a Camila, que tem tudo para ser uma boa fotógrafa. Um bom professor ela tem. A minha semana, para variar, inicia com muito trabalho. Convido  amigos para  estarem comigo na Nadia Conceito, no dia 14 de abril, não nesta quarta, na próxima, onde celebro a nova capa do W Crônica de um tempo, aliás, será o primeiro de uma série de pequenos encontros que pretendo realizar nas semanas seguintes. São muitos os amigos e para reunir todos em um só lugar precisaria do salão do Clube de Campo…rs…Aproveito a oportunidade e celebro a minha estreia no jornal Oi Diário, o olhar de Willy Damasceno, com coluna de página dupla destacando o que há de melhor em sociedade e neste quesito, modéstia a parte, me considero um expert. Como não tenho varinha de condão…rs…não há outra alternativa a não ser trabalhar e buscar novos desafios. Para materializar os sonhos é preciso se movimentar, sair da zona de conforto. E eu, hoje, mais do que nunca, estou nesse ritmo. Feliz por estar trabalhando aos 65 anos,celebrando a vida, transpondo obstáculos e buscando se realizar como ser  humano e como profissional.