Dia desses uma amiga querida, que está atravessando momentos difíceis, desabafou comigo que está decepcionada com algumas pessoas que considerava amigas e que, na verdade, não são nem um pouco. E lhe disse que me encontro na mesma situação, atravessando momentos turbulentos, que começam a passar,  e que amigos de verdade, de verdade, não conto realmente nos dedos de uma mão. Faz tempo que não alimento mais expectativas e por isso não sofro. E lhe sugeri que fizesse o mesmo. Afinal, tudo passa. Sem dúvida, o tempo é o senhor da razão.