Com toda a certeza a loiro é uma das principais tendências capilares de todos os tempos. No entanto, se estima que menos de 2% da população mundial tenha os fios naturalmente dessa tonalidade, o que indica que grande parte das madeixas amareladas ao redor do mundo são por meio da coloração.

E quando se trata dos loiros, existem milhares de alegações envolvendo o mantimento da cor e saúde dos fios. Mas será que todas elas são verdade? Abaixo, Carlos Correa, gerente de pesquisa e produtos da Mahogany , marca especializada em produzir e comercializar cosméticos de alto padrão, esclarece as principais dúvidas sobre o tema. Confira:

• Cabelos loiros necessitam de mais cuidados

Verdade. No processo de descoloração – necessário para a coloração – as madeixas ficam mais frágeis e ressecadas, pois o próprio procedimento exige muito dos fios, abrindo as cutículas para retirar o seu pigmento natural. Por isso, é necessário adotar alguns hábitos para que se recupere a saúde capilar.

“Ter um loiro saudável e com uma cor bonita não é uma tarefa tão simples, mas nada que alguns cuidados diários não resolvam”, afirma Carlos. Segundo o expert, com uma rotina eficiente de hidratação, reconstrução e nutrição, é possível assegurar a vitalidade do cobelo. “Essa é a melhor forma de evitar as temidas pontas duplas, frizz, ressecamento, falta de maciez e de brilho, comuns após a descoloração”, indica.

• Os shampoos e máscaras matizadoras devem ser utilizados em toda a lavagem

Mito. As madeixas loiras tendem a ficar amareladas com o passar do tempo e perdem aquele efeito bonito e natural. Nesses casos, os matizadores são a melhor opção para combater esse aspecto indesejado. “Por conter o pigmento arroxeado, os shampoos e máscaras dessa categoria neutralizam o amarelo dos cabelos”, ressalta.

No entanto, é importante atentar-se quanto às instruções de uso, pois quando utilizados em excesso, podem acabar manchando e ressecando os fios. “O recomendado é que sejam usados no máximo duas vezes na semana, evitando assim a agressão da estrutura capilar”, informa.

• Chapinhas e secadores devem ser evitados nos cabelos loiros

Mito. Assim como em qualquer tipo de cabelo, se não houver cautela, as ferramentas de calor podem danificá-lo. Sendo assim, para que não seja necessário abrir mão do babyliss, chapinha ou secador, o ideal é sempre apostar em produtos que apresentem proteção térmica. “Eles não somente irão proteger a cor, mas também evitarão que as madeixas fiquem quebradiças”, explica.

• A textura capilar não se mantém igual após a descoloração

Verdade. De acordo com o gerente, a mistura de pó descolorante e água oxigenada utilizada para a descoloração provoca uma sensibilização na fibra capilar. Por conta disso, é comum que cabelos ondulados, cacheados e crespos, quando submetidos a esse procedimento, percam um pouco da definição.

Porém, Carlos destaca que esse quadro não é permanente. “Seguindo uma boa rotina de cuidados, é possível tratar o ressecamento do cabelo e recuperar a definição das ondas ou cachos, além de realçar o seu brilho e a maciez longo do tempo”, reforça.