alimentos-sem-glutenA dieta sem glúten, aquela proteína presente no trigo, na cevada, aveia e centelho, tem se tornado popular, sobretudo pela promessa de emagrecimento. Mas o que muitas pessoas não sabem é que a prática traz consequências à saúde. Quem faz o alerta é a nutricionista Ana Selma Mesquita.
De acordo com a especialista, o glúten é proteína de difícil absorção e digestão, mas nem todas as pessoas precisam retirá-lo da sua dieta. “O glúten tem componentes que causam processos inflamatórios no intestino e no trato gastrointestinal. As pessoas que têm muita inflamação na mucosa intestinal podem reduzir ou até retirar por um certo tempo o consumo de glúten. Mas somente as pessoas com doenças reumáticas ou pacientes celíacos (que tem intolerância ao glúten) é que devem fazer a retirada dele”, aconselha.
Ana Selma alerta que a retirada indiscriminada do glúten pode causar uma intolerância à proteína.
A nutricionista reconhece os benefícios da dieta sem glúten, porém reafirma que a retirada desta proteína deve ser feita somente em casos especiais. “O glúten ajuda no emagrecimento, na desinflamação das células intestinais e é excelente opção para iniciar uma dieta. Porém é preciso haver uma grande necessidade para que haja a sua retirada por completo”, explica.