Você sabia que para se ficar magro e se manter saudável é preciso emagrecer e não perder peso? Ao contrário do que muitas pessoas pensam, emagrecer e perder peso não são sinônimos e, por isso, causam diferentes resultados e reações no corpo. Para ficar magro e se manter saudável, o ideal é emagrecer por meio de reeducação alimentar e não perder peso com as dietas restritivas da moda.

De acordo com a mestre em Nutrição pela Universidade de São Paulo, Claudia Sanibal, o emagrecimento é a perda de gordura corporal, que resulta na redução de medidas. Isso porque, os músculos são mais densos e compactos do que a gordura, dessa forma, um quilo de gordura ocupa mais espaço em nosso corpo do que um quilo de músculos.

“Emagrecer seria a perda de gordura corporal e ganho de massa muscular, mas isso a balança não registra. Emagrecer corretamente é perder o mínimo de massa magra possível.

A perda da massa magra é um processo natural do envelhecimento, embora não seja favorável é uma questão fisiológica, dessa forma, não há como evitá-la. Ela também acontece por conta de alimentação inadequada, o que também não é algo favorável, porém, nesse caso, evitável.

“Na verdade, músculo e gordura têm o mesmo peso. O que diferencia é o volume, ou seja, a gordura ocupa um espaço muito maior do que o músculo. Portanto, quando se tem alimentação equilibrada e a prática de atividade física o peso na balança pode não reduzir ou muitas vezes pode até aumentar, mas é justamente porque o músculo pesa”.

Orientações

Segundo a nutricionista, para emagrecer de forma saudável não podemos optar pelo radicalismo e sim comer melhor e incluir hábitos saudáveis, como uma atividade física que te dê prazer ao praticar.

“Nada de café da manhã em pé. Não faça dieta e sim, mude seus hábitos. Mudar hábito não é simples, mas se não começar não haverá mudanças”, alerta. “Não faça restrição seguida de compensação. Moderação é a palavra, sempre. Procure um nutricionista, faça um planejamento individualizado e invista em você!”, finaliza.