mascaras-de-carnaval-12-450x337Com a proximidade do Carnaval, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo divulga sete dicas para todos aproveitarem os dias de folia com segurança e sem prejuízos à saúde.

Anote as recomendações e divirta-se com segurança.

1) Samba no pé

Gosta de samba? Prefere caminhada? Tanto faz. O que importa é praticar sua atividade física preferida diariamente, por 30 minutos, no mínimo por cinco dias durante a semana. Aproveite o ritmo do Carnaval e passe a fazer exercícios no decorrer do ano.

2) Cachaça não é água não”

Hidratar-se é importante e necessário antes, durante e depois de qualquer atividade física. O ideal é beber água antes de sentir a sede, que é um sinal de “atraso” na hidratação. É aconselhável ingerir 200 ml a cada 15 minutos de exercícios, por exemplo.

3) Atenção, “Turma do funil”

Modere o consumo de bebidas alcoólicas. Isso pode reduzir o risco de acidentes e a ocorrência de discussões ou brigas. Além disso, te manterá longe de náuseas e ressacas, prejudiciais ao sistema nervoso.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a quantidade máxima diária recomendável de ingestão de bebidas alcoólicas é de duas doses para homens e uma para mulheres.

4) Alimentação “colorida”

Coma alimentos leves e saudáveis para ficar longe da indisposição. Evite pratos gordurosos e consuma frutas e saladas que tenham sido conservadas adequadamente, sob refrigeração. As frutas, além de colaborarem com a hidratação, possuem fibras que melhoram a digestão e açúcares bons, repositores de energia.

5) Sono dos foliões

Procure relaxar sempre que se sentir cansado, respeitando os limites de seu corpo. Descanse para aproveitar a folia no dia seguinte, o recomendável é dormir de seis a oito horas por dia.

6) “O sol estava quente e queimou a nossa cara”

Se a folia ocorrer na rua e durante o dia, utilize protetor solar.

7) Vista o “abadá” da proteção

A camisinha deve ser utilizada o ano todo, inclusive . Durante as festividades carnavalescas, é importante manter-se consciente de que o preservativo é a forma segura de prevenção contra a Aids e as DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis).