O relançamento do livro W Crônica de um tempo tem me proporcionado momentos de rara satisfação, indivisível, e essa satisfação eu senti na quinta-feira, no final da tarde, quando Dayse Eboli apareceu na Nadia Conceito. Somos amigos, não sei precisar quanto tempo. Há uma boa sinergia entre a gente. No início dos Anos 80 frequentei muito a sua casa, no centro da cidade, sendo recebido sempre com tapete vermelho pela saudosa Tia Dadi, que fazia bolinha de chuva que eu adorava. Dayse era uma menina e se tornou uma mulher bonita e bem resolvida. Adorei estar com ela diante da câmera de Harrison Roselijg. E o resultado revela a boa energia que nos une. É foto de porta-retrato.

Willy e Dayse
Willy e Dayse