O tempo não passa, voa. Daqui a uma semana estarei no salão Ipê, no Club Med Lake Paradise, recebendo os amigos, e os amigos dos amigos, que sempre comparecem porque sabem que vão desfrutar uma noite memorável, e recebo um a um, agradecendo suas presenças. Desde o início vibro positivamente e o universo conspira a meu favor despertando nos quem tem que despertar o sentimento de amizade que tem pautado as minhas realizações ao longo de 42 anos de colunismo social. A festa, eu diria está praticamente pronta…se não for vendido mais convite, o que vai ser difícil ocorrer…rs… estou satisfeito, porque acima de tudo hoje estou mais seletivo. Quero qualidade e não quantidade. Há uma semana da grande noite, confesso, continuo achando que o melhor da festa é realmente esperar por ela. E a minha terapia tem sido estar em companhia de amigos. O sábado rolou agitado. Primeiro fui cumprimentar o Osmar Santos, o presenteei com um livro W Crônica de um tempo, onde tem foto sua, no agradável espaço gastronômico na Arrumando a Casa, onde rolou um almoço preparado por Rosana e Rui Novaes, anfitriões simpáticos. De lá como já havia sido agendado, fui me encontrar com Denise e Mário e o filho Luigi, no restaurante Pé de Jaca, onde se come muito bem, e lá tive a satisfação de encontrar a Angela e Joaquim Custódio e sentamos em sua mesa redonda e com tampo giratório para as comidas. E o registro do nosso delicioso encontro, pautado com conversas descontraídas, desopilamos o fígado de rir com bobagens, foi feito com a participação do André França, que largou as grelhas para estar conosco. Só faltou a Eliana, que, é claro, estava na cozinha, já que o movimento do restaurante foi grande. De tão boa que estava a prosa deixei o Pé de Jaca, passava das 17 horas. Cheguei em casa, dei um descansada leve e fui com o maior prazer prestigiar a festa do Obra Prima Club. E neste domingo, aproveito para renovar o conteúdo do portal que na próxima semana se renova e por conta de um belo trabalho desenvolvido pela Dotstore, de Felipe Martins, ganha um merecido upgrade. O Caderno W em 2018 se consolidará como midia refinada que tem o condão de agregar um público que consome informação diferenciada pelo bom gosto, elegância e civilidade. Não é à toa que ser notícia no Caderno W sempre repercute positivamente. As pessoas se sentem prestigiadas. E são.