avenida dentro 0107

O musical “Avenida Q” volta aos palcos de São Paulo nesta quarta (3) para uma curta temporada, a preços populares, no Teatro Sérgio Cardoso.

Sucesso de crítica e público em cidades como em Londres e Nova York, onde lota diariamente o Golden Teather desde 2003, “Avenida Q” é um retrato irreverente e politicamente incorreto da sociedade contemporânea.

Apesar de apresentar no palco a interação entre bonecos e atores, ele é indicado – e até recomendado – para maiores de 14 anos, por abordar temas atuais como a descoberta do sexo e do amor, a homossexualidade, o desemprego, a navegação na internet (especialmente em busca de pornografia), entre outros, dando vida a uma galeria de tipos que travam uma árdua luta pela sobrevivência (sem nunca perder o bom humor).

O personagem principal da história é Princeton, um jovem recém-formado, de olhos vivos e brilhantes, que tem pouco dinheiro e muitos sonhos. Ele acaba indo morar na Avenida Q, endereço onde consegue pagar o aluguel, e acaba encontrando vizinhos receptivos: o casal de noivos Brian e JapaNeuza (ele desempregado e com sonho de ser comediante e ela uma psicóloga que não tem pacientes), Nick e Rod (companheiros de quarto, sendo que Rod guarda um grande segredo pessoal), Trekkie (um monstro viciado em internet), Katie (uma linda professora-assistente do jardim de infância) e o zelador Gary (Gary Colleman, um menino que fez sucesso na TV).

No desenrolar da história, Princeton se depara com as dificuldades que surgem no dia a dia e fica numa grande dúvida quanto ao rumo que deve dar em sua vida.