Que belo domingo. Tomei um pouco de sol, o da manhã, sempre saudável, dei uma volta pela chácara, o astro rei brilha, e temos um dia agradável, dá para sair de casa mais light, com menos roupa. O outono, agora temperado por  uma temperatura mais amena nos permite desfrutá-lo mais ao ar livre. O dia de ontem rolou totalmente o inverso, choveu a noite, pela manhã e em alguns momentos da tarde, aliás,  propício ao evento que o Caderno W realizou no Rancho Vacaloca, a Feijoada do Willy 2016. Messias Venturine foi requisitado para organizar o evento em sua 20ª edição com chuva e o fez brilhantemente. Só tenho elogios à sua performance de assessor de eventos. Concentrou todas as mesas no interior do imenso salão e o resultado não poderia ter sido melhor. Os convidados, os amigos, se inteiraram mais e ao invés de se esvaziar por conta da área externa, permaneceu cheio durante toda a tarde, com música de primeiríssima qualidade da Band It- ao Lelo Mello mais uma vez o meu muito  obrigado pela parceria- e o visual era bonito, a cor da camiseta colaborou. A amiga Iracema Camargo fotografou a efervescência no auge com o seguinte o comentário, ” quem não veio perdeu”…rs…vou procurar esta foto e compartilho. A Itaipava, mais uma vez serviu maravilhosamente bem a sua cerveja, refrigerantes e água; Dalva e Alfredo Palência, do La Barraca, prepararam com carinho as entradas, mandioca frita e torresmo, e a feijoada, que estava saborosa, servida quase até as 16 horas, em buffet que foi frequentado inúmeras vezes.  A amiga Manira Andery como sempre ocorre na Feijoada do Willy subiu ao palco para o sorteio dos brindes. Obrigado Mana. Sempre somando com o CW. Antes, agradeci a presença de todos. A edição deste ano da Feijoada do Willy, sem dúvida, rolou mais aconchegante  pelo fato de estar friozinho, mais agradável. Como não poderia deixar de ser, um agradecimento especial ao Supermercados Alabarce e Laura Mayer  Presentes- toda  a família Alabarce marcou presença- que apresentaram o evento  na frente da camiseta juntamente com o Oi Diário, McDonald´s e Nadia Conceito, numa das mangas a Rede Tranzação, na outra o Caderno W, um merci a minha sócia, Adelaide Gomes, pela administração do evento, e nas costas, Itaipava, Casa das Brincadeiras, Scala, Art Screen, Rancho Vacaloca, Colégio Brasilis, Messias Venturine/assessoria e cerimonial de eventos, La Barraca, Lapique, Contamec, Band It, Alex Bonilha/Arquitetura de Interiores, Grupo Padrão e CVC  Viagens. O Alabarce preparou um espaço kids de arte com Elaine Siqueira que levou o seu atelier para o entretenimento das crianças, que adoraram. A Imaginação Mogi criou espaços que enfeitaram, merci a sweet Katerine, a Conexão Noivas também marcou presença anunciando o evento para Mogi em outubro próximo, o Buffet Banquett Delícias Criativas ofereceu bem casados by Marcela Flora e as amostras das pimentas da Dani Caran fizeram sucesso.  Como pode-se perceber a Feijoada do Willy 2016 mais uma vez rolou com personalidade. um evento diferenciado. Fui o primeiro a chegar e o último a sair. Se estava apreensivo no início, quando deixei o Vacaloca,  alimentava a certeza de que havia valido a pena. Aprendendo sempre. E, mentalmente, já de olho na  feijoada da maioridade, a dos 21 anos, em  maio de 2017.

fejuca