Confesso, me emocionei muito na noite da última terça-feira na Casa da Árvore. Às 19 horas sentei-me a mesa e com as belas canetas do amigo Wilmes Roberto Gonçalves Teixeira, a quem pedi um help na hora em  que pensei na caneta que iria usar para autografar os livros para os amigos, e durante algumas horas permaneci ganhando cumpris calorosos de centenas de amigos, de gente que me deixou muito feliz e emocionado. Quer um exemplo? A loira mais linda desta cidade. A minha querida amiga de tantos anos, de tantas histórias vividas juntos, sempre renovadas pela alegria de viver e conviver em sociedade, Rita Reis, que não tem circulado com frequência em sociedade, mas me deixou muito feliz ao comparecer à noite de autógrafos representando seus pais Meire e João Manoel dos Reis, que estão em destaque no livro, são amigos que cultivo ao longo das quase últimas quatro décadas. Conheci Rita adolescente e sempre nutri por ela um carinho especial. Gosto dela do jeito que é.  Somos muito parecidos. Uma mulher de personalidade, à frente do seu tempo, que só aprende mesmo é com suas próprias experiências, boas e más. Rita é linda. E está mais madura. Esta foto comprova o seu estilo. E brilha feito estrela de primeira grandeza. Salve Rita!

Rita Reis
Rita Reis