Em momentos de transição é normal que eu eu fiquei um pouco nostálgico. E, como não poderia deixar de ser, dou corda à nostalgia passeando os olhos pelo arquivo fotográfico atrás das boas lembranças. E encontro sempre registros memoráveis. Como esse, onde apareço sendo entrevistado pelo amigo, Amaury Jr, para o programa Flash, num dos eventos da Sala São Paulo, um pouco antes da festa dos 25 anos de colunismo social que seria realizada em Paris.  O tempo não passa, voa. E são lembranças como essa que me incentivam a continuar acreditando no trabalho que realizo. Coleciono boas histórias…rs…e escrevo agora uma nova, que, com certeza, será a mais interessante de todas, que fechará com chave de ouro uma trajetória dedicada ao universo da comunicação. Um multimídia na verdadeira acepção da palavra.

Amaury e Willy
Amaury e Willy