A minha porção nostálgica está forte…rs… Aliás, os últimos post revelam isso. Hoje, domingo, pela manhã,  aproveitei para passear os olhos pelo arquivo fotográfico, e por passear, entenda-se olhar mais atentamente cada registro, muitos dos quais nem estão no livro W Crônica de um tempo, e voltar no tempo, feliz por ter vivido aquele momento é uma satisfaçao. E são tantos. Bateu uma saudade gostosa de uma época em que eu era jovem. Nesta foto estou com o amigo, o médico Roberto Luiz dos Reis Zanetta, num dos carnavais do Clube de Campo, no início dos Anos 80, eu devia ter um 33 anos, sem dúvida, no auge em todos os sentidos,  e o Zanetta por aí também. Já fomos jovens e belos..rs… Inspirado nessa juventude inicio um novo capítulo em minha trajetória jornalística, sem dúvida, o da colheita. Continuo jovem de espírito. Com a mente arejada. Os desafios surgem e os enfrento com a certeza de que serão vencidos. Plantei e continuo plantando um bom trabalho que se consagra agora como marca  de um estilo todo próprio de  observar e registrar os fatos que movem a sociedade. Neste quesito, sem falsa modéstia, me considero um PHD.

Willy e Roberto
Willy e Roberto