Ronaldo Alabarce, de 39 anos, diretor de Marketing dos Supermercados Alabarce, fala sobre o nascimento da rede, que hoje possui quatro unidades em Mogi das Cruzes. Confira:

Ro

Caderno W: Quantos são os supermercados (onde) e qual foi o primeiro?

Ronaldo Alabarce: A rede Alabarce tem quatro lojas em Mogi das Cruzes, sendo que a primeira foi inaugurada em 1994, no Centro, a partir do desejo da família Alabarce em montar um supermercado que primasse pela qualidade dos produtos, preço justo e atendimento aos clientes. Em seguida vieram as unidades de Brás Cubas, Vila Oliveira e a mais recente, no Mogilar, que em poucos meses de inauguração já conquistou clientes fiéis e consagra o Alabarce no setor varejista do Alto Tietê.

Caderno W: Há mais planos de expansão? Um planejamento para quando?

Ronaldo Alabarce: Sempre pensamos em crescimento e não descartamos a abertura de novas lojas em Mogi das Cruzes, sempre com cautela e muito planejamento para garantir a qualidade de tudo aquilo que já oferecemos aos nossos clientes.

Caderno W: Para este ano, qual é a prioridade?

Ronaldo Alabarce: Atender às necessidades dos nossos clientes diante das incertezas do cenário econômicos do País. Trabalhar duro para manter os melhores preços do mercado sem perder em qualidade. Enfrentar esse momento da economia brasileira lado a lado com aqueles que estão sempre conosco, que sempre acreditaram e nos fizeram crescer na cidade.

Caderno W: Você imaginava todo esse crescimento da empresa?

Ronaldo Alabarce: Sempre trabalhamos pensando, primeiramente, em atender nossos clientes com excelência. Acreditamos que o crescimento é uma consequência desse trabalho sério que eu e a minha família fazemos questão de manter desde o início.

Caderno W: Ronaldo, você acompanha a política nacional? O que acha do cenário atual?

Ronaldo Alabarce: Todos nós temos acompanhado com bastante atenção tudo o que vem acontecendo na política e as consequências dos fatos para a nossa economia. O momento é de mudanças e de pensar sempre a frente para minimizar os impactos imediatos da crise política e econômica do País e dos caminhos que possam fazer com que cada acontecimento sirva de aprendizado para a construção de um Brasil melhor daqui em diante. É o momento para o jovem brasileiro poder entender sobre política e ter sua própria consciência.

Caderno W: E a política regional, você acompanha de alguma forma? Você é ligado a algum partido, qual?

Ronaldo Alabarce: Acompanhar tudo o que acontece na nossa região, na nossa cidade, é essencial para todo cidadão consciente de seus direitos e deveres. Sou filiado ao PDT, o Partido Democrático Trabalhista.

Caderno W: Empresário bem-sucedido você já é. Tem alguma pretensão política em Mogi das Cruzes? Se sim, qual é a sua vontade e por qual motivo?

Ronaldo Alabarce: De alguns anos para cá, tenho recebido algumas propostas quanto à possibilidade de ingresso na política mogiana. Acho isso natural para quem se preocupa com a cidade onde vive. A minha família está em Mogi das Cruzes há quase 130 anos, são várias gerações vivendo e convivendo com os mogianos. Investimos 100% dos nossos recursos na cidade até hoje, sendo assim, como já foi dito, a cada eleição que se aproximar acredito que seja maior a especulação a meu respeito na política. Acho que todo cidadão deveria se preocupar com o futuro de seu município. Caso eu aceite alguma das propostas, com certeza darei o melhor de mim para a cidade.

Caderno W: A Cidade deixa muito a desejar em que aspecto?

Ronaldo Alabarce: Prefiro responder que a cidade tem sempre o que melhorar e para isso é fundamental que tenhamos gente boa nas administrações, sejam elas na esfera pública ou privada.

Caderno W: E qual seria o ponto positivo de Mogi?

Ronaldo Alabarce: Acho que a cidade tem potencial para ser uma das primeiras do País. Gostaria de vê-la figurando como exemplo para as demais.

Caderno W: Ser mogiano é…

Ronaldo Alabarce: … comprar no Alabarce (risos)!