Jamile1A atriz e educadora física Jamille Lobosco Farath, de 40 anos, fala sobre a sua vida, voltada para proporcionar melhor qualidade de vida às pessoas.
Caderno W: ​Jamile, qual é a sua formação? 
Jamille Lobosco Farath: Sou formada em Teatro, pela Ator School Brasil (1998), em São Paulo. Também estudei na Espanha, em 2000. Em Educação Física, m formei em 2009, na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

Caderno W: Qual é a sua missão?
Jamille Lobosco Farath: Adoro ensinar, esta é a minha vocação. Eu leciono desde os 16 anos, onde dava aulas de natação para crianças a partir de 5 anos.
Caderno W: Como surgiu o Pilates na sua vida?
Jamille Lobosco Farath: Abri o “Quintal Pilates”, em 2011, na Avenida Capitão Manoel Rudge, onde oferecíamos aulas de Pilates, Yoga e Treinamento Funcional. Hoje, eu tenho um Box de Crossfit, na Rua Coronel Cardoso de Siqueira, 2.030.

Caderno W: Como faz para conciliar as atividades?

Jamille Lobosco Farath: Eu mantenho o Crossfit, de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 16 às 21 horas. Os horários são livre para o aluno treinar no horário que preferir. Já no Studio de Pilates, as aulas são feitas em dias e horários agendados, em grupos de, no máximo, dois alunos. As turmas reduzidas garantem qualidade no meu trabalho e na produção dos alunos. 

Caderno W: Quais são os cuidados que a pessoa deve ter com a saúde?

Jamille Lobosco Farath: A responsabilidade sobre a nossa própria saúde é nossa. O educador, como outro profissional da saúde, deve orientar a respeito dos caminhos a serem tomados para cuidá-la e preservá-la. Todos devem manter em dia exames de rotina, hábitos saudáveis em relação à alimentação, manter-se ativo, escolhendo uma atividade que lhe dê prazer e, consequentemente, saúde, bem-estar e condicionamento físico.

Caderno W: Exercícios físicos podem ser feitos a partir de que idade e até quando?

Jamille Lobosco Farath: Atividade física orientada é bem-vinda em todas as fases da vida. Bebes já pode nadar, crianças podem jogar futebol, correr ou participar de outros jogos. Eu sempre pratiquei esportes, que só me trouxe coisas boas, como amigos, saúde e gosto pela atividade física. Assim que o adolescente atinge a maturidade hormonal, pode entrar em um programa de treinamento e condicionamento físico. Em uma fase mais madura da vida, onde o envelhecimento fisiológico apresenta seus efeitos deletérios sobre os sistemas orgânicos, a atividade física, deve ser ainda mais presente e constante. Lembro, novamente, que seja qual for a atividade escolhida, a faça com um professor de educação física, prefira atividades orientadas.
Jamille3Caderno W: Quantos minutos a pessoa deve se exercitar por dia?
Jamille Lobosco Farath: 
A OMS (Organização Mundial de Saúde, 2009) recomenda 45 minutos de exercício moderado a intenso, cinco vezes ma semana. Portanto, todos os dias.
Caderno W: Investir na saúde é caro?
Jamille Lobosco Farath: De jeito nenhum. Se compararmos com os custos que uma pessoa pode ter com remédios, exames ou cirurgias para recuperar a saúde, ou ainda, que o governo tem, para o mesmo, a prevenção ou a manutenção com exercícios, torna-se muito barato. Além de alegre e prazeroso, eu vejo como um investimento, uma poupança que eu faço, pela minha saúde. Saúde não tem preço, tem valor!
Caderno W: Neste caso, que tipo de atividade você recomenda?
Jamille Lobosco Farath: Eu recomendo primeiro que as pessoas escolham uma atividade que lhes dê prazer. Aí eu convido para fazer aulas de Crossfit, na CrossFit Mogi das Cruzes, pois de longe é hoje um método extraordinário que melhora exponencialmente o nível de condicionamento físico, não é a toa que o CrossFit é hoje, usado por atletas de elite do mundo todo para prepará-los para seus esportes. Ainda recomendo o Pilates, um método que, definitivamente veio para ficar, e trazer benefícios para postura, flexibilidade, coordenação e força de centro, importantíssimo para atividades da vida diária. Aliar os dois métodos, seria genial.
Caderno W: Quais são os benefícios do Pilates?
Jamille Lobosco Farath: Pilates é um método delicioso, extremamente desafiante e vigoroso. Ele promete melhora de alinhamento articular, postura de membros e tronco, força, flexibilidade, retomada de mobilidade e ainda desenvolve consciência corporal, é um forte aliado dos esportes e de atletas profissionais, bailarinos ou ainda profissionais que têm uma vida de posturas de permanência, como dentistas e outras tantos profissionais que detém uma postura de trabalho constante de pouca mobilidade.
Caderno W: Como é a sua rotina no dia a dia e como dá conta dos compromissos?
Jamille Lobosco Farath: Um milagre todos os dias (risos). Acordo bem cedo, entre 6h e 6h30, dou muito valor ao meu café da manhã, não saio de casa com pressa, às vezes vou para o trabalho caminhando e ouvindo boa música, dou as minhas aulas e atendo com amor os meus alunos. Nas horas em que não dou aulas, faço o trabalho administrativo, pago contas, retorno ligações, confiro as matrículas, me relaciono com os alunos e professores. Almoço, resolvo as coisas da minha casa, ou, às vezes, quando dá tempo, até tiro um cochilo para voltar às 16h com força para ficar no Box até às 21h ou até mais tempo.
Caderno W: De onde tira tanta força?
Jamille Lobosco Farath: Eu adoro arte. E, para a minha cuca ficar sempre fresca, faço aulas de canto na Sound, faço terapia também, saúde mental e emocional, contam nos dias de hoje. Saio com as amigas, quando tenho vontade, e treino de três a quatro vezes por semana. Não posso ficar sem treinar. Passeio e cuido da Farofa, uma cadela resgatada, e ainda tem o Ziggy, meu schnnauzer preferido. Brincar com os cachorros me dá muita alegria. Família, a gente tenta encontrar nos feriados, mas falo com a minha mãe e irmã, sempre, elas me dão força e conselhos sempre que preciso. Cinema e filmes em dias que o quarto de casa é a melhor opção. E os sonhos nunca ficam de lado, sonho sim, prospecto sempre.
Jamille4Caderno W: O que você gosta de fazer nas horas de folga?
Jamille Lobosco Farath: 
Rir com as amigas.
Caderno W: Eu tenho preguiça de…
Jamille Lobosco Farath: Machismo e preconceitos.
Caderno W: O que eu mais gosto em Mogi das Cruzes…
Jamille Lobosco Farath: da Serra.
Caderno W: O que eu não deixo de comer e recomendo…
Jamille Lobosco Farath: Um bom prato de salada orgânica, do restaurante Bon Gusto, e o Shawarma, da Dona Munira, é fantástico!
Caderno W: O que eu não como…
Jamille Lobosco Farath: Açúcar refinado.
Caderno W: Deixe um recado, Jamille
Jamille Lobosco Farath: Saúde tem um conceito amplo, sua saúde é responsabilidade sua, não há mais desculpas, nos dias atuais para não se fazer atividade física, nós, professores de educação física, somos hoje cientistas, temos a ciência do nosso lado, confiem em nós.