Dias destes fui conhecer Sabaúna ! Confesso que já passei por lá algumas vezes , mas pisar no seu solo, escalar suas românticas ladeiras , esta foi a primeira vez. E gostei do que vi . Num dia ensolarado , este pequeno distrito de Mogi das Cruzes me trouxe a nostalgia do passado, recordações de um vilarejo que um dia , pareço ter vivido.

As casas centenárias a beira de seu perímetro , os barezinhos acanhados , recheados de gente simples e simpática,  quase me fazem crer que Sabaúna é um lugar de irmãos. Subi ladeiras, conversei com pessoas, fui repreendido  por grupo  de bicicleteiros da geração saúde , condenando o fato de estar me exercitando ,escalando morros com um cigarro na boca.  Recebi passivamente a advertência: Eles tinham razão. Originado da língua  Tupi Guarani ‘Umba Tuba” que significa   concha escura encontrada no ribeirão que corta o distrito, deixei o lugarejo já saudoso , querendo voltar e viajar (se Deus quiser) , no trem que cortará Cezar de Souza até lá. Estrutura para isso tem. Esperamos a boa vontade das autoridades.