Oskar Blues

Pedir uma cerveja e complementar com o “estupidamente gelada” é natural para grande parte dos brasileiros. Por uma questão cultural, e também climática, fomos acostumados a tomar a “cervejinha” sempre gelada. Isso não está totalmente errado, mas há alguns poréns.

As cervejas mais comerciais de grandes marcas não possuem uma complexidade muito grande, portanto, elas têm um papel muito bem definido: refrescar. Diante disso, realmente a melhor maneira de tomá-las é bem gelada, até porque se não estiverem assim talvez você sem consiga beber.

Quando falamos de cervejas mais complexas a história é outra. Há aromas e sabores característicos de determinados estilos que precisam ser valorizados em uma degustação. Se elas estiverem muito geladas, você não conseguirá identificar toda a complexidade, porque a temperatura baixa vai encobrir tudo.

O Brasil é um país tropical e nem sempre é possível degustar uma cerveja na temperatura que seria o ideal. Por exemplo, uma Russian Imperial Stout, estilo caracterizado pela enorme complexidade e teor alcóolico geralmente acima de 10%, deveria ser degustada entre 10ºC e 14ºC. Imagine fazer isso na praia debaixo de um sol de 40ºC! Impossível, certo? Por isso sempre falo: existe um estilo de cerveja ideal para cada ocasião.

Se você já teve a oportunidade de viajar à Alemanha ou à Inglaterra, por exemplo, deve ter tomado cerveja em uma temperatura que para os brasileiros é considerada quente. Ouço muitos comentários neste sentido: “os alemães tomam cerveja quente”. Não é bem assim, na verdade.

Neste ponto a questão cultural e climática faz todo o sentido: os brasileiros fomos acostumados sempre com o estupidamente gelada num clima quente. Já os alemães tem um hábito completamente oposto: o clima na maior parte do ano é estupidamente gelado e a cerveja nem sempre vai à geladeira.

Diante disso, não dá para dizer quem está certo ou errado. Mas, considerando que estamos tendo acesso a uma enorme quantidade de rótulos novos e informação cervejeira, o interessante seria sempre adequar a temperatura ao estilo que você estiver degustando.

Tenho certeza que sua experiência com cerveja vai mudar totalmente a partir disso e muitos rótulos que talvez você tenha provado e não gostado podem te surpreender se não estiverem estupidamente gelados.