Sabrina Pacca e Andréa Caporali

Postado em 28 de setembro de 2016

A jornalista Sabrina de Campos Pacca, de 38 anos, é sócia-proprietária do site Casar&Arrasar – responsável pela parte de comunicação

A gestora de RH Andréa Caporali Siqueira, de 37 anos, é sócia-proprietária do site Casar&Arrasar – responsável pela parte financeira

sa

Sabrina e Andréa

Caderno W: Sabrina e Andréa, descrevam o Casar&Arrasar:

Sabrina e Andréa: O site Casar&Arrasar serve como ferramenta de busca por fornecedores do ramo de casamento. Separados por categoria e municípios da Região do Alto Tietê, os noivos encontram, facilmente, tudo o que precisam para “o grande dia”. Também há conteúdos como blog de tendências, dicas e eventos relacionados ao tema, atualizados semanalmente.

Caderno W: Como surgiu a ideia de criar o Casar&Arrasar? 

Sabrina e Andréa: No ano passado, resolvemos fazer algo juntas. Fomos pesquisar e chegamos a dados bem legais. Somente na Região do Alto Tietê, há 100 casamentos por semana. É uma demanda excelente. Então fomos pesquisar se havia oferta de serviços. Ficamos seis meses cadastrando possíveis fornecedores e parceiros do Casar&Arrasar e chegamos a mais de 1,5 mil empresários, dos dez municípios do Alto Tietê. Aliás, o site é exclusivo para empresas da Região. Não há ninguém de fora porque somos mogianas e queremos valorizar os profissionais locais.

Caderno W: Há quanto tempo ele já está no ar e qual é o balanço que fazem desse período?

Sabrina e Andréa: O site entrou no ar no dia 7 de julho passado. São apenas dois meses e alguns dias de funcionamento, mas estamos indo muito bem. Em tão pouco tempo, já temos um número razoável de parceiros, mas é óbvio que precisamos de mais empresas. Nosso método de trabalho é visitar os empresários, pessoalmente, para mostrar nosso projeto. Isso demanda tempo, mas não estamos com pressa porque queremos algo duradouro. Nesse período, já tivemos milhares de visualizações. Só uma matéria sobre uma parceira nossa, a Naomi Lopes, que faz lindos bolos para casamento, nos rendeu 3 mil visualizações em um fim de semana. Está muito legal e super vantajoso para quem está conosco.

Caderno W: Como está sendo o desafio e qual é a principal dificuldade até então?

Sabrina e Andréa: O nosso principal desafio, até então, era encontrar esses fornecedores. Nos colocamos no lugar da noiva que quer casar e não conhece bons profissionais. Então ela vai pedir uma indicação de amigos ou procurar na Internet. Quando digita, por exemplo, decoração para casamento em Mogi das Cruzes, o que aparece, primeiro, são os anúncios pagos do Google e, na maioria das vezes, as empresas da Região não estão entre eles. Depois buscamos no Facebook e, mais uma vez, vimos que há uma grande dificuldade, por parte dos fornecedores, em se divulgar. Muitos não tinham telefone, outros já não existiam mais. Alguns, ainda, nem respondiam nossas mensagens. O fato é que isso não é culpa das pessoas. Cada um faz o que sabe, profissionalmente. Mas bons empresários estão escondidos na Internet, de forma geral. Não fazemos casamentos. Nós sabemos divulgar essas empresas, esse é o nosso lance. Por isso, quando um profissional se torna parceiro do Casar&Arrasar, ele não tem apenas sua marca colocada no site e é encontrado pelos noivos, sem problemas. Também falamos sobre ele nas redes sociais e damos todo o suporte de marketing que ele precisar.

Caderno W: Como avaliam o mercado na Região?

Sabrina e Andréa: O mercado é excelente. Apesar da crise, as pessoas continuam casando e querem comemorar, mesmo que seja um casamento de menor porte. Além disso, os fornecedores facilitam o pagamento, o que faz com que os noivos não desistam da festa. Por fim, estamos falando de sonhos e os sonhos são valiosos para quem os sonha. Por isso esse mercado é tão bom. Claro que, pela nossa percepção, houve mudanças na forma de se comemorar. Por exemplo, antes, os casamentos eram para 300, 400 pessoas. Hoje são menores, mais íntimos, mas ainda assim são realizados.

Caderno W: O que vocês projetam para o futuro do Casar&Arrasar?

Sabrina e Andréa: Nós pensamos que o Casar&Arrasar Alto Tietê estará da forma como sonhamos no prazo de um ano, um ano e meio. Para que funcione bem, precisamos de muitos fornecedores. Precisamos dar opções aos noivos, das mais em conta às mais sofisticadas e isso demanda tempo. Posteriormente a isso, queremos expandir esse projeto para outras regiões, como o Litoral e o Vale do Paraíba, mas serão novos sites, da mesma forma exclusivos para esses empresários locais. A segmentação, hoje, é tudo.

Caderno W: Sabrina, antes de assumir o Casar&Arrasar, você fazia o quê? Como está a sua rotina hoje?

Sabrina Pacca: Paralelo ao site Casar&Arrasar, faço assessoria de imprensa para o Hospital Mogi-Mater. Até o final do ano passado, atuava como jornalista em um jornal impresso de grande circulação em Mogi das Cruzes e já trabalhei em emissoras de rádio e televisão a cabo. Também sou cantora profissional.

Caderno W: E você, Andréa, antes do Casar & Arrasar, você fazia o quê? Como está a sua rotina hoje?

Andréa Caporali: Antes de assumir o Casar&Arrasar, eu atuava no departamento financeiro de uma empresa aqui de Mogi das Cruzes. Também trabalhei, por anos, na Associação Comercial da Cidade e na Capital. Hoje, o meu tempo é dividido entre o ‘Casar’ e a minha filha, Julia, que tem seis anos. Nosso tempo é corrido, mas muito gratificante porque estamos conhecendo pessoas maravilhosas.

Serviço

Site: WWW.casarearrasar.com.br
E-mail: contato@casarearrasar.com.br
Telefones: 11 2610-1288/ 98147-2876
Facebook: www.facebook.com.br/casarearrasar
Instagran: @casarearrasar

cas

sabrina

Blogs


Não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos artigos dos blogs, a responsabilidade é de seus respectivos autores.