Os cuidados com a saúde bucal são, muitas vezes, deixados de lado pela falta de informação e hábito. Para esclarecer as dúvidas mais comuns sobre o assunto, o cirurgião-dentista Flavio Goulart, da Clínica Crescità, lista e explica os principais mitos e verdades. (GO)

Chiclete sem açúcar auxilia contra as cáries? Mito

A prevenção de cáries se dá através da escovação e uso do fio dental, completados com o uso de um enxaguatório que contenha flúor. O chiclete sem açúcar não causa cárie mas está longe de prevenir. Além disto, a mastigação de chicletes pode levar a uma fadiga muscular (dos músculos relacionados à abertura e fechamento da boca), acentuar problemas de ATM e bruxismo.

O dente do siso sempre deve ser extraído? Mito

O dente do siso, normalmente, não possui espaço na arcada dentária para sua correta erupção. Sendo assim, na maior parte dos casos, erupciona fora de posição, empurrando outros dentes e podendo causar inflamação dos tecidos ao redor (e, em casos mais graves, um trismo mandibular, caso em que o paciente não consegue abrir a boca, além de ficar com muita dor, sendo necessário o uso de medicamentos). Desde que ele esteja corretamente posicionado, não há necessidade de extração, mas isto ocorre na minoria dos casos.

Bicarbonato de sódio ajuda a clarear os dentes? Mito

O bicarbonato de sódio não deve, nunca, ser utilizado com o intuito de clarear os dentes. Ele é altamente abrasivo e seu uso inadequado pode provocar um desgaste exagerado do esmalte, causando sérios danos. Hoje em dia existem outros produtos para clareamento dentário. O bicarbonato deve ser utilizado somente pelos dentistas, na intenção de promover uma limpeza superficial do esmalte, eliminando manchas extrínsicas causadas por alimentos, bebidas, nicotina, etc.

Dentes sensíveis se fortalecem como flúor? Verdade

O flúor ajuda muito, através do processo de remineralização que provoca. Mas, hoje em dia, há formas mais eficientes de acabar com os dentes sensíveis (como o uso de laser, método indolor e extremamente eficaz).

Enxaguantes bucais podem substituir a escovação? Mito

Os enxaguantes bucais apenas completam a higiene (de preferência os que contêm flúor em sua composição). A escovação e uso de fio dental são os métodos mais eficientes.

Bruxismo pode danificar a superfície dental? Verdade

Existem dois tipos de bruxismo: o cêntrico (onde o paciente aperta os dentes) e o excêntrico (onde o paciente range os dentes). O bruxismo, apesar de ser normalmente um hábito noturno, também pode ocorrer durante o dia, com o paciente acordado. O excêntrico é o que tem maior poder destrutivo dos dentes, causando grande desgaste e, em casos extremos, tratamentos endodônticos.

Clareamento dental sensibiliza os dentes? Verdade

Antes de fazer o clareamento, o dentista precisa avaliar o paciente e verificar se tal tratamento é indicado. Durante o processo de clareamento, temos uma abertura/desobstrução dos canais existentes entre a superfície e a polpa (ou nervo) do dente, e este processo pode provocar, em alguns, um pouco de sensibilidade somente durante o período de tratamento. Em raizes expostas, trincas dentais e restaurações fraturadas, a sensibilidade é muito maior e pode até provocar danos endodônticos (por isto, nestes casos, o paciente deve passar por tratamento prévio).

Escova dura limpa melhor? Mito

A escova nunca deve ser dura, sempre macia ou ultramacia e de cabeça pequena. Sempre massageando a gengiva, sem usar muita força que pode causar retrações gengivais e desgastar o esmalte. Durante sua visita ao dentista, ele vai orientá-lo sobre como deve ser feita a escovação. Escovar a língua, bochechas e tecidos adjacentes também é muito importante, pois em tais regiões temos bactérias que ficam acumuladas, causando mau hálito.