Com a chegada do inverno e, consequentemente, a queda nas temperaturas, as pessoas que estão em tratamento contra o câncer, principalmente, realizando sessões de quimioterapia, devem aumentar os cuidados com a saúde. Isso porque os medicamentos usados diminuem as células de defesa do organismo (glóbulos brancos) deixando a pessoa mais sensível ao frio e com a imunidade baixa aumentando o risco de gripes, resfriados e outras infecções respiratórias. A sensibilidade pode causar ainda a sensação de formigamento ou choque nos pés e mãos.

Para minimizar esses sintomas, o cirurgião-oncológico Ricardo Motta destaca a importância da prevenção que inclui o reforço na proteção térmica com luvas, toucas, cachecóis, casacos quentes e meias grossas, além do consumo de bebidas quentes que ajudam a manter a temperatura corporal.

Nessa época, os pacientes devem evitar ter contato com pessoas que já estejam gripadas ou resfriadas, assim como permanecer em locais climatizados ou com grande concentração de pessoas. É importante sempre lavar as mãos ao chegar da rua ou utilizar transporte público e ter álcool gel para higienização. Mesmo quando não houver sol é preciso passar protetor solar.

“Esses são cuidados que os pacientes oncológicos já devem manter. Com frio, devem ser redobrados, pois como estão com o sistema imunológico mais sensível, ficam mais expostos às doenças causadas por bactérias ou vírus”, orienta o médico oncologista Ricardo Motta.

Vacina contra gripe

Embora a imunização contra a gripe seja comum nesta época do ano, os pacientes oncológicos não devem receber a vacina sem prescrição médica. “É muito importante consultar-se antes com o oncologista responsável. Somente ele é quem deve autorizar a vacinação durante o tratamento”, adverte.