papa dentro 0703

Recentemente, Bento XVI surpreendeu o mundo ao anunciar sua renúncia do cargo de líder da Igreja Católica, por motivos de saúde. Um dos problemas que o acomete, no entanto, é muito mais comum do que se imagina: a osteoartrite.

Também conhecida como artrose, é um desgaste das articulações dos joelhos, quadris e tornozelos.

De acordo com o estudo inédito “Cenário Atual & Tendências da Osteoartrite no Brasil”, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação (ABMFR) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) com o apoio da Zodiac, mais de 10 milhões de brasileiros sofrem com artrose e a perspectiva é de que, até 2015, este número salte para 12,5 milhões. Deste montante, 61% são mulheres.

Vale saber que a osteoartrite é bastante prevalecente na população e de fácil diagnóstico por meio de exames clínicos e de imagem. Apenas 42% dos pacientes com a doença estão diagnosticados, atualmente. Em cinco anos, a expectativa é que este número atinja 55%.

A doença se manifesta mais cedo nos homens, particularmente no joelho, antes dos 60 anos e, depois, no quadril. Na mulher, o período da menopausa acelera os índices de prevalência, alcançando níveis próximos ao dos homens, às vezes superando-os.

De acordo com a mestre e doutora em medicina pela USP, Pérola Grinberg Plapler, é possível prevenir a progressão do mal: “Para isto, é importante um diagnóstico precoce, além do uso de medicamentos adequados, a prática de exercícios físicos regulares e cuidados com a alimentação para controle do peso”.

Mexa-se contra a Artrose

Além do estudo, foi iniciada a campanha Mexa-se contra a Artrose, apoiada pela Zodiac, para conscientizar o público leigo da seriedade da doença que pode resultar na perda da qualidade de vida e, nos casos mais graves, limitar os movimentos. Com caráter educativo, já percorreu as principais capitais e cidades brasileiras durante o ano de 2012 com palestras médicas para todos os tipos de público.

Entre os principais tópicos abordados estão as melhores práticas de prevenção e tratamento da doença, além de cuidados que podem aumentar a qualidade de vida da população.