O Centro Oncológico Mogi das Cruzes está cadastrando voluntários que saibam costurar máscaras de tecidos para aderirem à campanha “Eu te protejo e você me protege”. Desde quando começou a pandemia da Covid-19 no Brasil, a clínica, que atende pacientes que fazem parte do grupo de risco, adotou uma série de medidas para se proteger contra o coronavírus. Uma delas foi o uso de máscara. Pacientes, acompanhantes e todos os colaboradores da clínica, incluindo fornecedores e terceirizados, só devem entrar no local usando máscaras.

“Verificamos que alguns pacientes e seus acompanhantes vinham para consultas e tratamento sem máscaras. Em uma abordagem da nossa equipe técnica, as justificativas eram as mais variadas, entre elas, falta de tempo para comprar, desconhecimento de onde comprar e esquecimento, até porque o brasileiro nunca teve o hábito de usar. Então, decidimos aderir a campanha ‘Eu te protejo e você me protege’, do Ministério da Saúde, doando as máscaras para os pacientes e para as pessoas que fazem parte do círculo de convivência diária do paciente”, frisa Alvaro Otavio Isaias Rodrigues, diretor administrativo do Centro Oncológico Mogi das Cruzes.

De acordo com ele, a meta é distribuir 5 mil máscaras. O Centro Oncológico iniciou com as doações para os pacientes, acompanhantes e seus familiares. “Doamos uma média de 4 máscaras por paciente. O investimento inicial foi da clínica e já fizemos mais de 1.300 unidades. Agora, com a boa repercussão e aceitação, além da portaria estadual,  começamos a cadastrar pessoas que sabem costurar e que queiram abraçar esta causa. Entendemos que enquanto não descobrirem uma vacina e tratamento, vamos conter a disseminação do vírus nos protegendo e protegendo o outro, e é isso que estamos tentando fazer”, ressalta o diretor do Centro Oncológico Mogi das Cruzes.

Como ajudar

As pessoas que têm interesse em participar da campanha do Centro Oncológico “Eu te protejo e você me protege”, podem entrar em contato pelo WhatsApp: (11) 9 7541-8329.

Contra o coronavírus

Além do uso de máscaras, medidas preventivas que já faziam parte do dia a dia da clínica foram intensificadas a fim de proteger os pacientes, como: aumento da ventilação e troca de ar, higienização e limpeza de superfícies, barreiras físicas que impedem a circulação de gotículas e protocolos para identificação de sintomas da gripe , além do isolamento imediato quando necessário.

Essas medidas de contenção e segurança já fazem parte dos cuidados que a clínica tem com os seus pacientes, tanto que recebeu o selo de acreditação pela ONA, um certificado máximo de qualidade dentro da área da saúde.

O Centro Oncológico Mogi das Cruzes reforça a importância dos pacientes com câncer a não pararem o seu tratamento. Já as pessoas que foram diagnosticadas com a doença devem iniciar o tratamento porque cada dia faz diferença no combate ao câncer e ainda não temos um prazo para o fim da pandemia. A teleconsulta é uma opção para os pacientes que vão se consultar pela primeira vez. Ela não dispensará o atendimento presencial, mas vai agilizar o início do tratamento sem que o paciente precise sair de casa. Informações pelo telefone (11) 4795-4795.