A quinta-feira amanhece chuvosa, mais fresca…segundo o Climatempo, o calor volta, para de chover no final de semana, uma trégua, e me pego pensando no trabalho que venho realizando como colunista social, com o fôlego sempre renovado, me afinando ao espírito de cada época para continuar  como formador de opinião, como referência em colunismo social. O Caderno W se consolida pautado com notícias que repercutem entre um público mais seleto, claro, o que conhece o meu trabalho e o empenho com que me determino para realiza-lo, com bom gosto, elegância e civilidade, e o acompanha, se sentindo prestigiado quando vira notícia. O CW é top.

Pelo fato de ter Internet em casa via satélite posso me dar ao luxo do home office. Não é um trabalho…rs…, hoje em dia, confesso, é a minha melhor terapia. Compartilhar com o leitor do Caderno W, tanto o impresso como o digital, o que ocorre de mais interessante em sociedade gera a gostosa sensação de que continuo no rumo certo, e que cumpro a minha missão com categoria…rs…

Em outubro próximo  comemoro os 44 anos de colunismo social, olha, é tempo. Como diria o italiano, “ piano, piano se va lontano”. E eu vou…rs…   Esse continua o meu lema para 2019. Com o check list dos eventos do Caderno W, já anunciados, em mãos.  Com foco neles e no trabalho na M8 Imóveis. Afinal, o ano está apenas começando. Vamos que vamos, sempre em frente e determinados a  colher bons frutos. E evoluo fazendo as devidas limpezas, como tem que ser. Não perco mais o meu precioso tempo com bobagens. Não tenho mais idade para isso…rs…  Se não agrega, não brigo, sutilmente, caio fora…rs… Vivendo e aprendendo a viver.