Como é bom acordar cedo. E bem disposto. Determinado a enfrentar o dia com bom humor tirando de letra todo e qualquer acontecimento que venha temperá-lo. Agradecendo, é claro, ao Criador por mais um dia de vida, com saúde e embalando sonhos. Ontem a noite, como faço há anos, escrevi o editorial do Caderno W desta semana e, confesso, que quando o terminei tive a impressão que não havia escrito nada, havia, sim, psicografado, de tão leve que o texto ficou…rs… Como é gratificante se fazer o que gosta. E eu adoro comunicação. Tenho uma história consolidada neste sentido, sempre sendo renovada para se manter em evidência. O livro W é o exemplo mais recente. Foi sonhado, trabalhado e lançado com sucesso. O que faço agora no momento é divulga-lo para que as pessoas se interessem por ele e o adquiram. E para que isso ocorra com êxito é preciso trabalhar com dedicação cumprindo etapa após etapa e quando  menos se espera  vê o sonho se materializar da maneira como havia imaginado. E  já está na hora de pensar em um novo projeto. Eu me encontro neste exato momento, alimentando o desejo de uma nova realização. A Kabbalah me ensina a viver cada vez melhor, sendo cada vez menos reativo, e compartilhando cada vez mais. Só geramos Luz em nossas vidas quando despertamos para a realidade do 99% e não nos contentamos com o 1% em que vivemos. Somos feitos à imagem e semelhança de Deus e, portanto, somos também criadores. Hoje, é dia fechamento de mais uma edição do Caderno W. E daqui a pouco lá me vou para cidade para cumprir mais uma etapa da jornada a que me proponho e que tem sido cumprida com a maior satisfação. (WD)