Estive no velório municipal para me despedir da grande dama, Tetê Russo Marinho Couto. A sua família e um grande número de amigos, era querida em sociedade, estiveram ao seu lado até a hora do sepultamento que ocorreu às 11 horas no São Salvador. É um momento de muita tristeza, e segundo a Kabbalah, uma oportunidade que temos de gerar Luz vendo além dos olhos materiais, enxergando com os olhos espirituais a pessoa que cumpriu a sua missão. Tetê, sem dúvida, viveu muito bem. Vou me lembrar dela sempre com muito carinho. À sua família, os meus mais sinceros pêsames. Que o Criador os conforte com a certeza de que Tetê cumpriu a sua missão no planeta terra. A tristeza, digo isso por experiência própria, com o passar do tempo vai se transformando em uma gostosa saudade. (WD)