O feriado passou, meio fora de hora, a terça amanhece, e a nossa semana inicia mais curta. Com a eliminação do Brasil na Copa do Mundo na Russia, o dia hoje rola mais normal…rs… quem curte futebol vai assistir com certeza as próximas partidas, lamentando, é claro, a ausência da nossa seleção. O Brasileiro não para mais. A não ser que reaja ao espetáculo de muito mau gosto na política e  justiça, e resolva ir para as ruas. Já há um movimento neste sentido. Não há outra solução se não quisermos virar uma Venezuela.  Os empresários e comerciantes amargam prejuízos desde a greve dos caminhoneiros. Com quem converso só ouço lamentos. Problemas, pensava com os meus botões hoje pela manhã, todo mundo tem, e eu, aos quase 68 anos, que completo na próxima quinta, também os tenho. O mais importante é resolvê-los e transforma-los em boas histórias. Escrevendo o livro de Memórias eu vejo o quanto eu tenho ótimas histórias, bem vividas. O difícil será  selecioná-las…rs… Canceriano, confesso, gosto de empurrar alguns problemas com a barriga, mas chega uma hora que acordo para a realidade e busco boas soluções e elas sempre aparecem por conta de minha criatividade e empenho. Hoje, acordei com essa disposição. Quero iniciar os 68 com mais qualidade do que quantidade. Com desapego e paz de espírito. A maturidade me torna mais seletivo em todos os sentidos. É normal. A ponto de usar o “foda-se” para algumas situações e pessoas….rs… Continuo fazendo  o que mais gosto, observar a vida em sociedade, registrando os fatos mais relevantes com estilo forjado ao longo de mais de 4 décadas de trabalho ininterrupto. E sou moderno. De casa, que é meu templo, me dou ao luxo de compartilhar notícias diferenciadas, gerando uma notória corrente de positividade. O que me incentiva a continuar investindo neste trabalho, é perceber que  o Caderno W digital vai de vento em popa, cada dia melhor,  sendo acessado por milhares de pessoas, e, portanto, formando opinião.  E na vibe da positividade desejo uma terça ótima a todos.