A sexta-feira amanhece ensolarada. Mais um lindo dia, agora com a temperatura mais agradável. Hoje, em busca de direção, abri o livro de Nilton Bonder, Fronteiras da Inteligência, a sabedoria da espiritualidade, e li essa sua consideração, trocando “para onde?” por ” de onde?”: ” Tal como uma inteligência que nos permite um senso de ” lá em cima”, também é fundamental desenvolver o senso de ” para onde?”. Novamente, este senso, como todos os demais, não é retirado de uma estratégia ou de um desejo. Ele se revela na experiência e na relação que se estabelece entre o mundo interno e o externo. Viver é sempre a arte de buscar atender os desejos e as necessidades internas, com as possibilidades e recursos do mundo externo. Ou seja, enquanto a caminhada é externa, seu leme é interno. É  ele que nos coloca em rota na direção para a qual nos lançamos”.  Bela e profunda reflexão. Hoje, como nos últimos dias, permaneço na chácara pela manhã, trabalhando e curtindo um solzinho na beira da piscina, a tarde vou para a cidade, passo na Santa Helena, para variar…rs…encontro amigos, no final da tarde retorno para casa e a  noite o programa será a festa de 15 anos de colunismo social de Osny Garcez, no salão do Clube de Campo, muitíssimo bem acompanhado da amiga, Nádia Luri Condo. Thank´s God!