Não há como ficar indiferente aos sentimentos que brotam no relacionamento com as pessoas. Sentimentos bons e ruins. Se bem que aprendo a ignorar a negatividade e ver sempre o lado positivo das coisas. E faço isso como colunista social. Com algumas pessoas, sem dúvida, os bons sentimentos se revelam  especiais, com atitudes que fazem a diferença, o bem querer, gerando corrente de bons amigos que o tempo se encarrega de burilar, consolidar, e permanecem somente os que tem que permanecer. Os semelhantes se atraem.  A seletividade é inexorável. Com o advento da maturidade ela ocorre naturalmente e  gera aprendizado. Aos 69  vivo me reinventando, e, sentindo  prazer em compartilhar informação diferenciada para um público seleto, na mesma sintonia.  O Caderno W é Willy Damasceno, e vice- versa…rs…Uma marca registrada, que tem como diferencial, Willy Damasceno…rs…não estou faltando com a modéstia. É só o reconhecimento…rs…E eu mereço.