A vida continua

Eta segunda –feira pesada. Em casa, passa das 21 horas, desligo um pouco a tevê, ouço música, porque, como era esperado, não se fala em outra coisa que não seja na morte repentina do jornalista Ricardo Boechat, que tinha um estilo todo próprio de fazer jornalismo. Um tremendo choque.  Há anos, todas as manhãs, eu o via e ouvia na TV Bandeirantes, gostava de seus comentários, discordava de alguns, mas o achava um jornalista brilhante que passava credibilidade. Por uma tremenda fatalidade foi embora.  Não restando outra alternativa a não ser lamentar a sua ausência  daqui para a frente, e repensar a vida, que, como bem percebemos muda repentinamente, você sai de casa pela manhã e não sabe se retorna. No entanto, a vida continua e cada vez que ocorre um fato triste como esse abro os olhos para a realidade de minha transitoriedade e me disponho a viver da melhor maneira possível cada segundo do meu dia, fazendo o que gosto. Livre, leve e solto.

Deixei para postar o texto na manhã desta terça com a certeza de que tudo nesta vida passa, e na hora que menos esperamos, a família e os amigos vão embora. E a vida continua. É normal. Creio que cada um tem o seu momento. Chegou a hora, vai para o outro lado.  O mais relevante nesta existência é amar e ser amado na mesma intensidade. O resto é  perfumaria…rs…

 

O poder da palavra

“Se você não pode dizer algo bom, não diga nada”. Seria sábio  este antigo adágio como base para as palavras que falar, ao longo do dia. Se estiver se sentindo deprimido, por algum motivo, fale com um amigo ou, se necessário, com um terapeuta. Todo mundo tem momentos negros. Mas tome cuidado para não agredir e ferir os outros quando não estiver se sentindo bem, pois talvez eles estejam precisando de compreensão e apoio. Use sempre sua sensibilidade naquilo que diz respeito às pessoas. Tente lembrar que os maus momentos irão passar e, quando isso ocorrer, você não terá feridas desnecessárias para curar.

 

Uma boa notícia

Denise Hardt Pires, vive em Miami há alguns anos e o que é mais relevante, atuando como psicóloga, uma grande conquista. E é tão boa profissional que foi escolhida para representar a clínica em que trabalha num evento super importante em Autismo, o Seminário RIO TEAMA 2019, que ocorrerá nos dias 2 e 3 de abril, na Cidade das Artes, das 10h às 20h, no Rio de Janeiro. Vai abordar a ciência do Autismo: do entendimento neurobiológico até os tratamentos efetivos. O que devemos saber? Autismo tem tratamento.  Denise é uma das palestrantes. Parabéns.